Aluno de São Félix do Coribe  ganha medalha de ouro na Olimpíada Brasileira de Matemática

0
LojaoCosta-350x250px
baianos (1)
Cinco baianos foram medalhistas de ouro (Foto: Arisson Marinho/CORREIO)

O estudante Allan Barros Cruz, da Escola Municipal Leônidas de Araujo Castro, em São Félix do Coribe, na região oste da Bahia, medalhistas de ouro na 14ª Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP) 2018, participou,  na última  segunda-feira (8), da cerimônia de premiação nacional, no Fiesta Bahia Hotel, em Salvador. Além dele, quatro estudantes da Bahia ganharam medalha de ouro na maior competição científica do país.

Ao todo, esta edição contou com 18,2 milhões de inscritos em todo o país. A competição tem níveis 1, 2 e 3, a depender da série do participante, e reúne estudantes dos Ensinos Fundamental (a partir do 6ª ano), Médio e Universitário das instituições públicas de todo o Brasil.

Foram 575 medalhistas de ouro. Entre eles, apenas cinco baianos: Allan Barros Cruz, de São Félix do Coribe; Ryan Barbosa Castro, de Salvador; Emmanoel Wallace Gouveia, de Feira da Mata; Naicon Tablo Pinheiro Coutinho, de Mortugaba;  e Henrique Carneiro Cardoso, de Tanque Novo.

marcospontes (1)
Marcos Pontes foi ovacionado no evento (Foto: Arisson Marinho/CORREIO)

Estiveram na premiação o ministro da Ciência, Tecnologias, Inovações e Comunicações (MCTIC), Marcos Pontes, o diretor-adjunto do Instituto de Matemática Pura e Aplicada (IMPA) e coordenador-geral da Obmep, Cláudio Landim, o secretário Municipal de Educação (Smed), Bruno Barral, entre outras autoridades.

“Vocês são o futuro do nosso país. Lembrem sempre que vocês podem ser tudo o que quiserem, basta que estudem, acreditem e se dediquem”, disse Pontes.

Curta a página do  Site Notícias da Lapa e mantenha-se atualizado diariamenteclique e participe.

 

 

 

 

 

 

 

 

Uma das cinco medalhas de ouro da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP/2018) distribuídas aos ganhadores do Estado da Bahia foi para um estudante de São Félix do Coribe, na região oeste. Dedicada aos estudos, Allan Barros Cruz,  faturou pela 1ª vez a medalha de ouro nível I, para alunos do 6º e 7º anos. Neste ano, Júlia ficou no 1º lugar nacional dentre as escolas municipais e estaduais e no 4º lugar geral, incluindo as escolas federais.

O encontro de medalhistas ocorreu na última segunda-feira (8) e reuniu diversas autoridades nacionais em Salvador para a premiação.

A 14ª edição da Obmep contou com 18,2 milhões de inscritos em todo o País, com 575 medalhistas de ouro. A competição é dividida em níveis, de acordo com a série do participante, reunindo estudantes dos Ensinos Fundamental, Médio e Universitário das instituições públicas.

Obmep 2019 já divulgou os selecionados para a segunda fase da competição e cada escola deverá cadastrar os professores dos alunos classificados a partir desta terça, 9, até o dia 13 de setembro.

 

LojaoCosta-350x250px