Foto: Divulgação/Incra

A comunidade do Morro Redondo, no município de Seabra, na região da Chapada Diamantina, foi reconhecida, nesta sexta-feira (11), pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), como área remanescente de quilombo.

A medida beneficia 67 famílias que vivem na área de 5.068 hectares. As pessoas que vivem na região plantam milho, mandioca, mamona, café e feijão para subsistência. (Bahia.b)

Compartilhe à Vontade

QUER COMENTAR?

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui