36780841_1816747245071837_3400160290657009664_n
Foto: ©Thomas Bauer/ CPT Bahia

O desaparecimento de uma das principais  lideranças Quilombolas do Rio das Rãs, e presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais(STR) de Bom Jesus da Lapa, Eduardo Pereira dos Santos, de 64 anos, tem deixado familiares, amigos e lideranças  populares de várias partes da Bahia revoltados com o silêncio  da polícia diante do caso.

No último fim de semana, na 41ª Romaria da Terra e das Águas, as representações usaram o espaço de debate para denunciar a situação e cobrar das representações do estado, das autoridades policias maiores esclarecimentos para o paradeiro de Eduardo, que desapareceu no dia 21 de junho. “Olha, não da para entender como a polícia está fazendo. Não diz nada, e não nos dá um parecer do andamento das ações”, disse uma liderança quilombola.

“Não podemos deixar esse caso cair no esquecimento. O que parece, é que tudo está normal. Não estamos vendo empenho da polícia e nem do governo do estado em resolver esse caso”, disse outra liderança.

Já a família e a diretoria do STTR, também cobram maior agilidade das autoridades com o caso, e pedem justiça. “As autoridades responsáveis, que aja a intensificação das investigações, no sentido de trazer resposta concreta para a grande angustia que recai sobre nós da família”, disse o filho de Eduardo, em uma carta durante o evento.