Uneb capa

Escolas da Rede Municipal de Ensino de Bom Jesus da Lapa que usam o transporte escolar e o Campus XVII da Universidade do Estado da Bahia(UNEB) são afetadas pela greve dos caminhoneiros, que completou hoje (24) quarto dias. Isto porque a falta de combustível está levando à redução da circulação tanto de ônibus escolares quanto de transporte particulares, dificultando a chegada de estudantes, professores e funcionários aos estabelecimentos.

Os estudantes das escolas da rede municipal de ensino de tiveram as aulas suspensas devido a impossibilidade de abastecimento da frota do transporte escolar, funcionando só no horário matutino.

A suspensão poderá, no entanto, se estender para a semana que vem, dependendo do abastecimento dos postos de gasolina da região, que estão, segundo a secretaria, sem combustível.

O Campus XVI da UNEB também teve aula só no período da manhã, suspendendo as atividades até sábado. Já o Campus do Instituo Federal Baiano e da Universidade Federal do Oeste(UFOB), por enquanto continuam com as atividades normais.

A greve começou na segunda-feira (21) devido às sucessivas altas no preço dos combustíveis, em especial o diesel. Na noite de ontem (23), o presidente da Petrobras, Pedro Parente, anunciou uma redução de 10% no valor do diesel nas refinarias por 15 dias. A decisão, segundo ele, busca contribuir para uma possível trégua no movimento da categoria.

Hoje (24), a Associação Brasileira dos Caminhoneiros (Abcam) afirmou que a mobilização só será encerrada após o presidente Michel Temer sancionar e publicar, no Diário Oficial da União, a decisão de zerar a alíquota do PIS-Cofins incidente sobre o diesel