BANNER-CHILLI LAPA-1000x90px

bolsonaro-eleicao-brasil-29102018074703304

O presidente eleito Jair Bolsonaro afirmou nesta quarta-feira, (07), que vai tirar o status de Ministério do Trabalho. A pasta será incorporada a “outro ministério”, disse em coletiva de imprensa em Brasília. Ele não deu detalhes sobre a mudança.

“O Ministério do Trabalho vai ser incorporado a algum ministério”, afirmou Bolsonaro. A declaração foi feita após cumprimento de agenda no Superior Tribunal de Justiça (STJ) com o juiz Sérgio Moro, seu futuro ministro da Justiça. Bolsonaro também falou sobre o possível número de ministérios de seu governo. “Talvez 17, é um bom número”, afirmou o presidente eleito.

Na útlima terça-feira (06) o futuro ministro-chefe da Casa Civil do governo, Onyx Lorenzoni, ironizou críticas de centrais sindicais sobre o possível fim, agora confirmado, do ministério. “Se dependesse das centrais sindicais brasileiras, o deputado Bolsonaro não era presidente. Vamos fazer o que é melhor para o Brasil”, disse.

Diante dos sinais de que poderia passar por mudanças, o ministério emitiu uma nota, também na terça, em que afirmou que “o futuro do trabalho e suas múltiplas e complexas relações precisam de um ambiente institucional adequado para a sua compatibilização produtiva”.

QUER COMENTAR?

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui