LojaoCosta-350x250px

com-apoio-da-codevasf-workshop-reuniu-piscicultores-da-regio-oeste-da-bahia-em-barreiras_47534486302_oO município de Barreiras, na região oeste da Bahia, recebeu nesta semana piscicultores de toda a região, que participaram do 2º Workshop de Piscicultura. O evento foi realizado pela prefeitura municipal de Barreiras, por meio da Secretaria de Agricultura e Tecnologia, e contou com o apoio da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf).

O workshop foi realizado em dois projetos públicos de irrigação implantados pela Codevasf — Barreiras Sul e Barreiras Norte. A Companhia participou ainda da elaboração da programação do evento. Além disso, dois técnicos da Companhia realizaram palestras.

Rodrigo Bernardes, do Centro Integrado de Recursos Pesqueiros e Aquicultura da Codevasf em Xique-Xique (BA), fez no evento uma apresentação sobre o manejo de piscicultura em viveiro (tanque) escavado, enquanto Walkyria Feitosa, do Escritório de Apoio Técnico da Companhia de Barreiras, realizou palestra sobre sanidade na piscicultura, abordando controle e medidas preventivas. As duas unidades são ligadas à 2ª Superintendência Regional da Codevasf, sediada em Bom Jesus da Lapa.

com-apoio-da-codevasf-workshop-reuniu-piscicultores-da-regio-oeste-da-bahia-em-barreiras_47534486222_o

“O workshop trouxe uma visibilidade muito grande para a piscicultura na região, além de disseminar conhecimentos que contribuem com o fortalecimento da atividade. Vale destacar a participação da Codevasf, que deu todo o apoio necessário para a realização dessas atividades tão importantes”, afirmou Walkyria Feitosa.

As duas palestras dos técnicos da Companhia aconteceram na terça-feira (9), primeiro dia do evento, no Povoado de Baraúna, no projeto irrigado Barreiras Sul. O workshop contou ainda com apresentação sobre a produção de peixes no sistema de bioflocos. No primeiro dia houve ainda atividades práticas sobre dimensionamento de viveiro (tanque) e qualidade de água; biometria e nutrição alimentar; e produção de peixes no sistema de bioflocos.

“Vale destacar que o projeto São Desidério/Barreiras Sul está se tornando referência em diversificação da produção por agricultores familiares com o cultivo de peixes em viveiros escavados em 134 lotes. A atividade já ocupa 121,9 hectares de um total de 1.718 hectares. A produção de peixes no projeto já alcança 1.955,74 toneladas por ano, sendo que mais da metade da produção é das espécies tambacu e tambatinga, com 1.260.130 quilos por ano”, disse Walkyria Feitosa.

“Segundo dados de 2018 do IBGE, o município de Barreiras é responsável pelo total de 54% do pescado no estado na Bahia. Logo em seguida, às espécies tambacu e tambatinga, destacam-se o cultivo do tambaqui, com 525.530, enquanto pintado, cachara, cachapira, surubim e pintachara correspondem a 65.240 quilos. A reprodução do pirarucu, peixe originário da Amazônia, vem crescendo entre os produtores, chegando a 61.650 quilos produzidos no ano”, completou a analista da Codevasf.

Na quarta-feira (10), segundo dia do evento, as atividades aconteceram no projeto de irrigação Barreiras Norte, com curso de produção de subprodutos de pescado e curso de filetagem de tilápia e produção de peixe espalmado.

Fonte: Codevasf – 2ªSR

LojaoCosta-350x250px