ConfCosta-350x250px

rui
Foto: Paula Fróes / GOVBA

Após a conclusão da obra de restauração, os 43 quilômetros da BA-172 foram entregues à população, na manhã dessa quarta-feira (9). O trecho liga os municípios de Jaborandi e São Félix do Coribe. Com custo de R$ 22 milhões, o investimento na obra e a manutenção pelos próximos cinco anos deve beneficiar mais de 98 mil pessoas da região.

”Além desse trecho já recuperado da estrada, nós vamos fazer um acesso da entrada da cidade, bonito, confortável e mais seguro para a população, com uma extensão de três quilômetros. Também iremos fazer parcerias para apoiar a agricultura familiar na região e para continuar levando água tratada para quem mora na sede e nas comunidades rurais do município”, prometeu o governador Rui Costa (PT) durante a inauguração em Jaborandi. As obras de qualificação na pista também ajudam a impulsionar as atividades da agricultura e pecuária local.

Na ocasião, o governador também entregou a construção do Sistema Simplificado de Abastecimento de Água, no Assentamento Montalvão, na beira do Rio Formoso. Essa obra contou com investimento de R$ 120 mil. A distribuição é feita por 636 metros de tubulação, levando água tratada para 16 famílias.

Rui aproveitou ainda para visitar as instalações do Colégio Estadual Francisco Moreira Alves, onde assinou a ordem de serviço para obras de reforma na instituição no valor de R$ 266 mil.

A recuperação da BA – 172 foi o resultado  de uma mobilização histórica na região de Coribe, que uniu a população e representações políticas das cidades vizinhas de São Félix do Coribe, Jaborandi, Santa Maria da Vitória e Cocos em defesa da principal via do município.

E o  mérito pela conquista do processo licitatório, início e finalização da obra é fruto da luta da   população, em especial dos produtores de banana do povoado da Colônia do Formoso que pertence a Coribe, que foram os primeiros a se manifestarem e criarem um grupo de trabalho em defesa da BA 172, que utilizam a via para escoar a produção. Foram feitas duas manifestações nos últimos três anos. A última, em 2017, quando a população fechou a estrada por oito dias, chamando a atenção dos prefeitos e do governo do estado.

QUER COMENTAR?

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui