REDEERGUERLAPA-728x90px
IMG-20181204-WA0143
Movimento de Mulheres de Carinhanha.

Nota do Sindicado dos Trabalhadores Rurais

O Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Carinhanha vem por meio desta, repudiar com veemência os áudios divulgados nas redes sociais nos últimos dias do mês de novembro do corrente ano, gravado por pessoas baixa sem escrúpulos, perjurando a passada administração e denegrindo a honra pessoal da ex-prefeita desta cidade, senhora Francisca Alves Ribeiro.

A atitude criminosa e vergonhosa põem em risco o respeito e a dignidade da pessoa humana, causa revolta a pessoa citada, os seus seguidores, as pessoas de bem e a sociedade de forma geral. A senhora Francisca Alves Ribeiro mãe de família, cidadã, liderança política conceituada, moradora filha desta cidade, pessoa honrada digna de todo respeito, pois sempre respeitou a quem quer que seja, e prestou durante a sua trajetória política e administrativa relevante serviço social as pessoas do nosso município principalmente as mais necessitadas, fazendo uma administração transparente e participativa levando em consideração o ser humano,

Este individuo, ou estes indivíduos envolvidos, precisa ser Incriminado e punido, para que a classe dos mau feitores não continuem cometendo tamanha violência com a pessoa da senhora Francisca ou a qualquer um de nós.

Neste contexto violento pedimos encarecidamente as autoridades competentes que tomem as devidas necessárias por ser uma questão de Justiça.

Nota do Movimento de Mulheres de Carinhanha

O Movimento de Mulheres de Carinhanha manifesta indignação frente às constantes práticas de violência contra as mulheres. E neste documento, nos referimos aos ataques via Watshapp praticado por Claudionor Messias de Brito (Nô de Joaquim de Te) contra Francisca Alves Ribeiro (Chica do PT).

Expressamos nossa solidariedade à Francisca e refutamos com veemência as falas inescrupulosas de ofensas com palavras de baixo calão proferidas pelo então agressor.

O Movimento de mulheres de Carinhanha, desde outrora, luta frente aos ataques e repudia a qualquer manifestação de violência e em especial contra mulheres, mas tristemente, com nosso cotidiano essa cultura seja de forma sorrateira, ou com caracterizaras explícitas de agressão. vem tomando proporções assustadoras em nosso pais, mas que já apresenta dados também preocupantes em nossa cidade: Nós do Movimento, lutamos pela emancipação e empoderamento feminino, elementos que julgamos ser necessários para a construção de uma sociedade mais justa e igualitária – Lutamos pela primazia da dignidade da pessoa humana, redução das desigualdades sociais, prevalência e efetividade dos direitos humanos e que acreditamos ser os objetivos resguardados não só pelo movimento, mas porque acreditamos que estes pressupõem ser os objetivos de quem defende uma sociedade mais justa , humanitária. O Movimento de Mulheres de Carinhanha reitera que a luta de Francisca não é solitária, mas uma luta que diz respeito a toda a sociedade. Quantas mulheres no momento no qual Chica foi ofendida, não passaram pelo mesmo constrangimento? Mas infelizmente, muitas se calam por não ter apoio ou por serem coagidas pelo agressor e até mesmo pela própria sociedade que negligencia atos desta natureza.

Sendo assim, pedimos justiça por Francisca Alves Ribeiro, mulher, mãe, avó, agricultora familiar, uma agente social defensora dos direitos humanos, que luta socialmente e politicamente na defesa das mulheres, na defesa das garantias individuais e coletivas, além das várias práticas desenvolvidas em prol da defesa das minorias, sua trajetória política e social se destaca por uma forte atuação de diálogo com os mais diversos movimentos sociais.

Neste sentido, o Movimento de Mulheres de Carinhanha espera e exige que o Estado, garanta uma investigação imediata e rigorosa da tamanha agressão sofrida pela vítima.

QUER COMENTAR?

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui