Estudo da Wealth X com o UBS mostra também que país tem a segunda maior fortuna média do mundo entre bilionários, de 5,2 bilhões de dólares

size_590_130014933

Bilionários brasileiros tem riqueza total de 259 bilhões de dólares

São Paulo – 38% dos bilionários brasileiros construíram sozinhos a própria fortuna, enquanto 30% a herdaram e 32% a acumularam com uma combinação das duas origens. No mundo, as porcentagens são de 60%, 20% e 20%, respectivamente

Os números são de um relatório da consultoria Wealth X em parceria com o banco suíço UBS divulgado hoje, que mostra mostra também que a queda meteórica das empresas de Eike Batista mudou o perfil da fortuna dos bilionários brasileiros.

Em 2012, o país tinha 49 bilionários com uma fortuna combinada de US$ 300 bilhões. Neste ano, o país ganhou um bilionário, mas o total acumulado entre eles caiu 13,7%, para 259 bilhões de dólares. Eike é responsável por aproximadamente metade desta queda.

Dos países e regiões analisados, apenas a Índia também teve queda na riqueza total, de 5,3%. Lá, porém, o número total de bilionários diminuiu 5,5%.

Perfil

A fortuna média do bilionário brasileiro é de 5,2 bilhões de dólares, o que dá ao país a vice-liderança global no quesito. O primeiro lugar ficou com o México, onde Carlos Slim, o homem mais rico do mundo, exerce um peso desproporcional.

O Brasil tem a maior população de bilionários da América Latina e 90% deles são homens, levemente acima da média mundial de 87%. A idade média entre eles é de 64 anos.

Entre as origens das fortunas, o destaque fica para o setor financeiro, bancário e de investimento, com 31%. Em seguida vem conglomerados industriais, com 8%, e mídia, também com 8%.

Fonte: Exame