Missa no Distrito de Favelândia relembra três anos da morte do Soldado da PM Éverton Oliveira em Bom Jesus da Lapa

0
LojaoCosta-350x250px

 

Cabo PM Dos Santos, Cabo PM Froner e Sd PM Lima representando a 38ª CIPM na missa in memoriam do PM Erveton

Uma missa realizada na noite dessa quinta-feira (23) na Igreja do Distrito de Favêlandia, zona rural de Bom Jesus da Lapa, relembrou os 03 anos da morte do Soldado Éverton Oliveira de Santana. O PM foi morto   no início de 2017, junto com o seu colega de farda, Soldado Gilbertos Lemos, após serem sequestrados por assaltantes de banco, que tentaram roubar a agência do Banco do Brasil da cidade de Bom Jesus da Lapa(relembre aqui).

LojaoCosta-350x250px

A missa foi marcada pela emoção dos dos familiares, amigos e moradores da localidade, e contou com  presença da 38ª CIPM, através do Cabo PM Dos Santos, Cabo PM Froner e Sd PM Lima. Durante as homenagens, foi relembrando um pouco da trajetória do Soldado Éverton, que tinha apenas  um ano e oito meses que  integrava a corporação da 38ª CIPM de Bom Jesus da Lapa, e foi morto de forma brutal.

Em reconhecimento aos relevantes serviços prestados pela Polícia Militar  e pelo  Soldado  Everton no município, a  Prefeitura de Bom Jesus da Lapa, o Governo do Estado e dos  moradores de Favelândia inauguraram um Colégio na localidade em homenagem ao PM, no final do ano passado(relembre aqui).

Clique AQUI e curta nossa página  no Facebook, e fique atualizado diariamente.

Já nas redes sociais os amigos relembram os três anos da morte de Érverton  publicando uma “NOTA TRISTE”:

LEMBRADO POR

Há três anos partiu para a vida eterna, o amigo, o irmão, o tio e filho Everton de Oliveira Santana e as saudades ainda machucam o peito.

VEVIM, não é só lembrado pela criança que foi: esperto, brincalhão, inteligente, de boa convivência, feliz;

XURIPA, Não é só lembrado pelo adolescente que se apresentou: centrado, educado, instruído, amigo, idealizador;

ÉVERTON, não é só lembrado pelo jovem contador de causos, o contestador da política, o torcedor santista, que comprava discussões, torcendo pelo Favelândia Esporte Clube, o conquistador de corações e o festeiro nato, ainda que não jogasse muito bem nos bales;

ÉVERTON, não é só lembrado, pela pessoa simples que viveu entre nós, embora tivesse status para ser nobre;

ÉVERTON, não é só lembrado pelo “resenhista” por repente, piadista, apelidador e garantidor de momentos significativos e divertidos;

EVERTON DE OLIVEIRA SANTANA, será lembrado, além de tudo isso, pelo jovem que optou e abriu mão da sua vida, para assegurar a vida do cidadão semelhante;

Será lembrado também pelo ser humano que formou…
O policial dedicado e humilde, que não deixou o poder lhe comover e continuou valorizando suas raízes, seus costumes, seus valores, transferidos pela família que ele priorizava e reforçados pela Escola Sagrada Família, da qual estampava orgulho em falar;

Será lembrado, não porque é considerado melhor do que os que se foram, mas ter-se feito forte, valente e humanizado por dar a sua vida pelo outro;

Será lembrado pelo aprendizado que devemos amar intensamente e demonstrar esse amor sem medos nem preconceitos;

Será lembrado por outros profissionais que, a seu exemplo, fará justiça ao uniforme que veste;

Será lembrado porque a saudade nunca vai embora definitivamente, a tristeza e a necessidade de uma palavra ou um abraço articulados por ele, continuam vivos. E isso machuca o coração de quem continua por aqui;

Será lembrado porque o mesmo aperto e dor, no lado esquerdo do peito, são iguais ao do dia 23 de janeiro de 2017. O tempo não resolve tudo, mas sim, ajuda a aceitar os desafios e a não culpar o que não tem culpa;

Será lembrado pelo jeito único de viver, pois pessoas inspiradoras e donas de uma vida cheia de exemplo, de um coração repleto de propósitos, jamais cairão no vão do esquecimento. E podem passar mais três e até mais trinta ou trezentos anos… Enquanto cá, na memória nossa, estiver, será sentida essa ausência perturbadora, mas significativa, todos os dias.

A vida é mesmo assim. O pedido ao ser supremo, Deus, é que ele esteja bem e o propósito é um dia cruzar com ele para um abraço no paraíso.

Descanse em paz, segurança de Deus!

Por Oliveira Júnior – 2020