Na sessão da Câmara de vereadores dessa terça-feira (10), foi apresentado pela vereadora Andreia Luiza (PTN), um requerimento ao prefeito, junto à secretaria competentes solicitando a “Reforma e ampliação da lavanderia pública no Bairro João Paulo II”, em Bom Jesus da Lapa.

Justificando o pedido, a vereadora chama a atenção para a importância da valorização e de oferecer boas condições para as mulheres que fazem parte da história dessa atividade. “A profissão de lavadeira é bem antiga na humanidade e, em algumas cidades, já deixou de existir. Em determinado momento, a lavagem de roupa se   transformou em serviço e depois empresas criaram lavanderias, que, depois da forma manual, passaram a ser mecanizadas, mais devido ao preço, não atingiu diretamente as mulheres mais pobres, que são a maioria da população. Nesse sentido foram criadas algumas lavanderias comunitárias. Esta atividade faz a diferença na obtenção de renda das famílias, sem contar o tempo que lhes sobra para a família, para o lazer para a vida social dessas mulheres”, falou.

Vereadora Andréa Luiza

Frisou que na cidade de Bom Jesus da Lapa, “lavanderia pública municipal, localizada no bairro João Paulo II, possui grande movimentação de pessoas que utilizam o referido espaço e serviços, contudo, hoje esse espaço de promoção social, encontra-se de maneira deficitária, necessitando de uma grande reforma e ampliação para a valorização dos serviços prestados referido espaço”, finalizou.

Nosso site do Notícias da Lapa visitou o espaço, e conversou com as lavadeiras sobre a situação. “Aqui é difícil, quando chove essa parte toda molha, e o espaço é muito pequeno. Aquele muro está rachado, pode cair”, afirmou.

Falam que o espaço está abandonado e precisam de atenção. “Aqui toda comunidade usa o espaço, e no período de romaria mais de 25 mulheres trabalham aqui. Esse trabalho ajuda na nossa renda de casa, no sustento. Precisamos de um cuidado, esse lugar faz parte da história de muita gente desse bairro”, cobrou.

Afirmam ainda que precisam da presença de um guarda no período que as mulheres estão lavando roupa. “Aqui precisamos de alguém olhando, ficamos aqui no fundo, não temos nem um tipo de segurança”, finalizou.

Compartilhe à Vontade

QUER COMENTAR?

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui