LojaoCosta-350x250px

euresO Prefeito de Bom Jesus da Lapa e presidente da UPB, Eures Ribeiro, esteve na Rádio Baiana FM neste sábado (28) e concedeu uma entrevista ao programa Saudade Não tem Idade,  juntamente com alguns secretários e  vereadores. Na oportunidade, o atual chefe do Executivo fez um balanço das ações da administração pública neste ano de 2018 e planos para 2019 da Prefeitura.

Eures iniciou a fala frisando, que as pessoas que ocupam cargos públicos  têm que prestar contas no final de cada ano e apresentar as perspectivas para o próximo período. “Final de ano é época de prestar conta, prestar conta do que foi feito, e fazer a prospectiva do que ainda vai ser feito pelo município de Bom Jesus da Lapa”, disse.

O radialista  Cid Charles Fernandes, iniciou a entrevista, destacando que muita gente questiona a sua postura, por não ter posicionamento contrário ou a favor da administração  municipal, no entanto ele disse que é  admirador da gestão de Eures Ribeiro. E que independente de qualquer coisa, todas as pessoas tem seus defeitos, mas também, tem as suas qualidades, e que o prefeito conseguiu fazer o que outros prefeitos não conseguiram fazer no município. “E Senhor já tem uma grande qualidade, já entrou para a história de Bom Jesus da Lapa como o prefeito da transformação”, e citou as principais mudanças: “nós tínhamos uma romaria extremamente bagunçada, e Vossa Excelência colocou nos trilhos, principalmente a Praça da Bandeira, todos os lugares, e o centro da cidade que se faz o comércio. Nós tínhamos um Mercado Municipal que era uma vergonha, nós tínhamos uma saúde que estava doente. Enfim, uma educação que passou por uma grande transformação”, afirmou.

Cid destacou que é preciso criticar e também elogiar quando necessário, e nem todo mundo entende assim, e confunde o seu posicionamento.

Para Eures, é  preciso saber ouvir os elogios e as críticas, e que a gestão pública não é feita só de acerto, mas de erros também. “Porque nós somos humanos, e os humanos são passíveis  de falhas. Então, um governo ele não é 100% certo”.

E disse que o bom governo é o que mais acerta do que erra, e ele tem buscado acertar, mais do que errar, embora entenda que exista várias falhas na sua gestão que são plausíveis de críticas. Porque quem tá na vida pública precisa entender isso. “Do contrário é melhor sair”. Pois, todo gestor precisa dar satisfação das suas ações, porque representa uma coletividade. E que as críticas ajudam a gestão  a crescer e corrigir as falhas. E  só foi reeleito porque fez uma boa gestão. “Foi uma vitória que nenhum prefeito conseguiu em Lapa e nem na Bahia. Eu fui reeleito com 83% dos votos. Elegi toda Câmara Municipal, um fato inédito que nunca existiu em Bom Jesus da Lapa. Se eu não fosse para a rua pedir um voto, mesmo assim, eu ainda era reeleito em Bom Jesus da Lapa, porque era a vontade do povo”.

Um dos principais pontos da entrevista foi a romaria. O prefeito disse que  é preciso governar olhando para o Bom Jesus, porque Ele representa a maior riqueza  do município. “Tanto espiritual como econômica. Nós nascemos pela fé do Bom Jesus. (…) a nossa economia foi tocada pela romaria”.

Romaria 2019

“Esse ano nós vamos fazer um investimento ainda maior na Romaria de Bom Jesus da Lapa, que nós fizemos outros anos. Estou com um projeto ousado. Já convidei o bispo para poder falar sobre isso. Já convidei o Reitor Padre Rosivaldo, e aguardando o outro Reitor chegar, para a gente intensificar esse diálogo”.

Segurança

O Gestor  frisou, que a Romaria teve um impulso muito grande, onde as ações da prefeitura, em  pareceria com o comandante da 38ª CIPM, Luis Augusto Normanha.  Que em função do bom trabalho no município foi promovido Tenente Coronel. Pois, deu mais segurança para a população e para os romeiros, e que cada ano a violência tem diminuído.

Ele também destacou a importância da Polícia Civil, representada pelo delegado, Dr. Jackson Trindade, Coordenador da 24ª COORPIN. “Eu cobro, eu vou na polícia, eu faço reunião com o delegado. Que é um delegado extremamente preparado. Nós estamos muito bem representados, tanto pelo Coronel Normanha, que comanda a Polícia Militar, como  também, a questão da Polícia Civil”.

O Prefeito frisou que está muito preocupado com a segurança do município, tanto é, que cedeu todas as condições para que fosse montado o Núcleo de Formação do Soldado em Bom Jesus da Lapa. “Eu briguei muito com o Comandante Geral, e o Coronel Normanha me ajudou muito. Onde, na Escola Isabel Bonfim,  estamos formando 38 novos policiais. Eu estou lutando muito com o Comando Geral para que todos fiquem aqui na cidade de Bom Jesus da Lapa, que não saia daqui, que vai melhorar ainda mais a segurança pública de Lapa, e com a extensão para o interior. Desses 38 uma parte será destinada para o Projeto Formoso, para a Vila do 33, que eu dei uma viatura novinha, que comprei com recurso próprio do município, mas falta efetivo”.

Eures disse ainda, que com os novos policiais vai ser possível fazer uma rota capaz de atender tanto o Projeto Formoso, como o Distrito de Favelândia e Rio das Rãs. E que as drogas se tornaram o grande problema da cidade, e já chegou também no interior do município.

Charreteiro no centro da cidade durante a  Romaria

“No ano passado eu baixei um decreto limitando. Foi dado um limite para  pessoal fazer a sua atuação. Nós melhoramos muito com o decreto, que até a polícia tava apreendendo as charretes que não obedeciam o decreto no centro da cidade. Mais todo ano é um problema, tanto a questão das charretes, como a questão dos sons altos. Nós temos que nos preocupar, além do pessoal de Lapa, também com o pessoal de fora, com carro de som. Os romeiros reclamam muito  do barulho, que não conseguem dormir, muitas pessoas idosas que vem também”.

“São os dois pontos mais críticos que a gente tem que enfrentar. Esse ano eu vou abrir a discussão mais cedo, e quem sabe, até abolir as charretes. Porque nós não conseguimos controlar”, finalizou sobre o tema.

Entrega do Mercado Municipal

“Entreguei o Mercado Municipal, e eu quero fazer a me mesmo uma crítica construtiva. Acabei inaugurando num período, de uma certa forma foi positivo, mais do outro, também negativo. No período da romaria todo mundo sabe que tem gente que não é do ramo do comércio, e vem fazer determinado comércio naquele período. Já é de praxe na nossa cidade, tem gente que só trabalha na romaria, faz uma poupança para sobreviver o ano inteiro”.

LojaoCosta-350x250px

Eures afirmou que a entrega da obra foi positiva para o município, porque foi um atrativo para os romeiros que visitam a cidade, no entanto o período da entrega foi um momento ruim, porque a organização dos feirantes não ficou adequada. Onde muita gente reclamou, porque ficou sem pontos, e outras por não ter ficado no local certo, e gente que recebeu pontos sem merecer. E frisou, que não mexeu ainda na parte do estacionamento do Mercado, porque vai buscar corrigir as injustiças cometidas, em função do período da entrega, e que serão feitas adequações no local. “Então eu não entreguei ainda o Mercado de fato, e nós ainda temos o Mercado do peixe, e nós estamos estudando, tirar ou não o Mercado do Peixe de lá”.

Inauguração do Frigorífico Matadouro que ainda não começou a funcionar

“Nós fizemos com o frigorífico igual fizemos com o Mercado, terceirizamos para uma empresa. Foi dado a ela o prazo, até o final de janeiro para começar a operar, e se ela não começar a operar até o final de janeiro, ela perde a concessão que foi dada pelo município. Então, nós estamos esperando até o final de janeiro, uma empresa de São Paulo que ganhou a licitação. A licitação foi publicada duas vezes, porque na primeira vez não apareceu ninguém interessado, e nós tivemos que republicar”.

Elevação da UPA para porte II

Eures afirmou que a UPA foi elevada para porte II, e está funcionando com o atendimento de três médicos. Onde o espaço foi ampliado, e recebeu mobiliários novos. “E credenciamos na União para receber a complementação do recurso. Quando você passa de porte I para porte II a União tem que pagar a contra partida maior, só que nós estamos mantendo sozinhos com o recurso próprio”.

Ampliação  do Programa Saúde da Família (PSF)

O Gestor  disse que o município ampliou o número de PSF no interior e na  sede.  Que antes da sua gestão existiam 13 PSFs no município, e hoje tem 29. E que maioria funcionava em espaços alugados. E frisou que quem mais ganhou com as construção de novos PSFs foi o interior de Bom Jesus da Lapa, que antes só tinha 03, e agora tem 08.

Ampliação do Hospital Municipal Carmela Dutra

“Fizemos investimento no Hospital Carmela Dutra. Hoje nós fazemos 200 cirurgias/mês aqui em Bom Jesus da Lapa, que antes não tinha isso. Que a maioria da população, quando acontecia um acidente era transferida. Hoje nós ainda transferimos, porque não temos a UTI. Graças a Deus, com muita luta, estamos construindo a UTI de Bom Jesus da Lapa. São 30 leitos de UTI que o Hospital Carmela Dutra ta construindo. É o sonho de Bom Jesus da Lapa, porque muitos aqui morreram por falta de UTI. Tanto a UTI infantil, como a Neonatal. Nós fizemos a maternidade que não existia, a maternidade Carmela Dutra que é um sucesso, e vai ter UTI infantil, e poder salvar a vida de muitas crianças”.

Eures lembrou, que além das UTIs, está sendo construído também, o Centro de Imagem. E a ressonância que antes não tinha no hospital, agora vai ter. E está sendo construído o Centro de Pediatria, e os leitos do hospital vão sair de 70, para 120 leitos. Onde o hospital Carmela Dutra vai passar para caráter Regional.

Construção do Centro de Hemodialise

“Estamos construindo também a Clínica de Hemodialise, acredito que até o mês de julho esteja pronta. São vários pacientes que saem para Guanambi, duas quatro vezes na semana, para sessão de hemodialise, é um sofrimento, muitos morrem lá. (…) porque não aguentam todo dia ir e voltar, porque se não fazer a hemodialise a pessoa morre”.

E frisou que todos os municípios da região sofrem com a falta de uma Clínica de Hemodialise próxima, pois, tem que ir para Guanambi ou Barreiras.

Construção da Sede própria da Secretaria Municipal de Saúde

“Quando eu assumi a maioria dos órgãos funcionavam em locais alugados. Os postos de saúde nós tiramos todos do aluguel. Estamos construído a sede própria da Policlínica, que eu espero que esse ano fique pronta. Estamos construindo a Secretaria de Saúde, e no mês de janeiro eu já vou tirar a Secretaria de Saúde do aluguel”.

O prefeito afirmou que  vai tirar todos os setores da prefeitura do aluguel até  o final do  mandato. E que a Escola Municipal Pequeno Príncipe, a última unidade de ensino do município que funcionava alugada, no início de 2019 vai ter sede própria.

Investimento em infraestrutura

“O bairro Beira Rio não tinha uma rua calçada, e foi todo calçado. Aqui no Nossa Senhora da Soledade, a metade era calçado, outra não era, e nós concluímos. Asfalto foi feito em várias avenidas que não tinha asfalto, que nós colocamos encima dos paralelepípedos”.

Eures destacou que o Bairro São João não tinha uma rua calçada, onde parecia mais uma área rual que urbana, e foi todo calçado, inclusive colocado calçada em todos os passeios.  E que o bairro Maravilha I a estrutura não valia nada, que além da drenagem foi feito todo calçamento.

No bairro Lagoa Grande, o prefeito disse que calçou parte, e em 2019 será concluído 100%. E o bairro Vila Maia já está sendo calçado, e será feito o Maravilha II, também em 2019. Já o bairro Parque Verde vai ser todo asfaltado, e a licitação para a obra já foi publicado.

Programa Acelera Lapa

“É um Programa que vai fazer um investimento de R$ 20 milhões em infraestrutura urbana da cidade. São vários bairros que serão praticamente calçados ou asfaltado. O bairro João Paulo II vai receber asfalto em todas as ruas, e o bairro Marimbondo vai receber asfalto em todas as ruas”.

Cobertura das quadras poliesportiva 

“Nós estamos concluindo agora a cobertura de todas as quadras. Porque não adianta construir quadra na Lapa se não for coberta. Com um sol desse de rachar, as quadras ficam obsoletas. Ficam largadas, e o povo só joga a noite. (…) então, eu compreendi que não bastava só fazer a quadra, tem que fazer a cobertura. Nós fizemos uma quantidade grande, e estou agora zerando as coberturas, vou fazer mais ainda, e só faço quadra agora se ela for coberta”.

O prefeito disse que o município tinha 4 quadras e 01 ginásio de esportes quando assumiu a prefeitura,  e hoje tem 08 ginásios de esportes, e 68 quadras. E das 68 quadras, 90% já estão cobertas. “Quando você pega os números da minha gestão e compara com todos os prefeitos juntos, é assustador”.

Eures pontuou que só foi possível fazer várias ações em Bom Jesus da Lapa  graças o apoio do vice-prefeito, dos secretários e da Câmara Municipal de Vereadores do município.

Programa Casa Legal

O Gestor  disse que foram entregue  mil escrituras  no bairro João Paulo II e Magalhães Neto, e que em 2019 vai ser ampliado para outras áreas, onde serão entregues as escrituras dos imóveis da Barrinha, Vila Maia e Maribondo . E que pretende até o final do mandato entregar 5 mil escrituras em toda cidade.

Construção da Rodoviária de Bom Jesus da Lapa

O prefeito afirmou que a atual rodoviária do município é uma vergonha, e que o Governo do Estado, que é responsável pela estrutura, não tem interesse em investir ou gerir. E considerando que a cidade de Bom Jesus da Lapa é um local turístico, recebendo gente de todo país, a prefeitura resolveu investir com recurso próprios, e construir uma nova rodoviária, que ficará pronta no segundo semestre de 2019.

Reforma administrativa da gestão municipal de Bom Jesus da Lapa

O Chefe do executivo disse que vai mandar para o legislativo um projeto de lei de reforma administrava. E frisou  que diante das reformas do Governo Federal e Estadual, as prefeituras também precisam se aperfeiçoar. E que está sendo feita uma avaliação, onde serão extintas algumas secretarias da gestão municipal.

Lapa Folia

Eures disse que o carnaval da Bahia precisa ser repensado, que quase ninguém está mais participando dos trios, em função dos camarotes. E que os camarotes são uma afronta ao carnaval da Bahia, considerando a importância e como ele surgiu. E que da forma que o Lapa Folia estava sendo realizado, não tinha como continuar. E que a proposta da gestão é fazer menos festa e investir na estrutura da educação de Bom Jesus da Lapa.

E que em 2019, ao invés da realização do Lapa Folia que eram três dias de evento, será feita uma levada, com apenas um dia de festa, que será realizada  no dia  26 de janeiro,  e será puxada pelo cantor Igor Canário, sem corda. E o município vai bancar os trios, e os blocos bancarão as suas contratações.

Sucessão para 2022

Na última pergunta, o apresentador do programa Saudade não tem Idade, Cid Charles,    perguntou ao prefeito de Bom Jesus da Lapa, Eures Ribeiro, sobre a sucessão para 2020. Frisando que mesmo parecendo longe, as especulações já estão sendo feitas, sobre o provável nome que será o candidato a prefeito, para sucessão municipal em 2020. O prefeito foi bem enfático na resposta, afirmando que nenhum lugar ainda, já fala em sucessão municipal, considerando que ainda faltam dois anos para o final do mandato. “Eu eu Carlos Costa estamos entrando na  metade do segundo governo. Como é que na metade do segundo governo vamos falar em sucessão?”, questionou e continuou: “isso atrapalha até a gestão pública municipal. Quando alguém fala em sucessão municipal, me incomoda e me irrita. Não que eu queira que alguém do meu grupo seja eleito, claro que eu quero, e claro que tem que ser alguém do meu grupo. E temos vários nomes formidáveis em nosso grupo”, disse.

Eures afirmou, que antecipar o debate sobre a sucessão para agora, pode atrapalhar a gestão. “E você atrapalhar a gestão, é atrapalhar a cidade. (…) ela tem que ser feita a partir de dezembro do ano que vem, janeiro do ano que vem, março”. E que falar sobre isso agora pode causar disputa interna no grupo, e causar muita ciumeira, considerando que qualquer um tem legitimidade para ser o futuro candidato a prefeito de Bom Jesus da Lapa em 2020.

“Se a pessoa é um militante do meu grupo, e quer colocar o seu nome, eu não vejo problema nisso”, finalizou.

Assista na integra a entrevista: