LojaoCosta-350x250px

 

BC Fotos Sexta Maior-01

Depois de um  incêndio que destruiu mais uma residência  em Bom Jesus da Lapa,  na tarde do último domingo(3), e também mais uma vez controlado por moradores, que colocaram suas vidas em risco para evitar que as labaredas passassem para outras casas. Depois de mais um sinistro na cidade, a necessidade da implantação de uma base do Corpo de Bombeiros Militar no município voltou a ser o principal tema de discussão. No entanto, a Associação de Bombeiro Profissional Civil (ABPC) passou a ser o principal alvo das cobranças. O motivo: Muita gente pensa que o segmento tem a obrigação de agir nesse tipo de ocorrência na cidade, uma vez que são “Bombeiros” Civis.

Com o intuito de esclarecer a população sobre as cobranças publicadas nas redes sociais sobre os Bombeiros Civis, o presidente da ABPC, Anderson Boa Sorte, concedeu uma entrevista ao  site Notícias da Lapa, e falou das  atribuições do grupo de Bombeiros Civis de Bom Jesus da Lapa e das limitações dos profissionais para atuar no município.

Atuação da Associação de Bombeiro Profissional Civil em Bom Jesus da Lapa

Lixo Barrinha-03

Anderson afirmou que o grupo tem realizado diversas ações no município de forma voluntária, como exemplo: “a limpeza do Morro, um trabalho de educação ambiental na Barrinha, a limpeza das margens Rio São Francisco e o  trabalho na Semana Santa na subida do Morro”, lembrou.

Ele frisou que o primeiro trabalho remunerado na cidade de Bom Jesus da Lapa foi durante o show da cantora Marília Mendonça, “onde tivemos vários atendimentos de primeiros socorros e um combate a um princípio de incêndio no Bar Hora extra no aparelho de ar condicionado. Onde controlamos o princípio de incêndio com uso de extintores”, disse.

111

“Atuamos  também na Praia da Coroa do Rio São Francisco com salva-vidas. Onde tivemos diversos atendimentos, evitando afogamentos de banhistas. Trabalhamos remunerado  também com o Santuário  nas romarias de agosto e setembro de 2018, quando tivemos vários atendimentos de primeiros socorros.  Trabalhamos no evento do motocross na Lagoa do São Gotardo, lá foram vários atendimentos e combate a princípio de incêndio com botijão de gás num carrinho de pipoca”, destacou o presidente.

Incêndio-07

“Combatemos cinco princípios de incêndios florestais no mês de agosto e setembro do ano passado na Muritiba, onde os guerreiros conseguiram evitar que o fogo se propagasse e se tornasse um incêndio florestal”, afirmou.

Ainda sobre a atuação do grupo de Bombeiros Civis de forma remunerada, Anderson falou que teve outra atuação em  2018.  “O apoio  a GCM no fechamento de ruas, com um contrato junto a prefeitura de 3 meses, onde demos  atendimentos de primeiros socorros a romeiros e  acionamos o SAMU -192. Atuamos na  inauguração dos parques solares da Enel da Atlas e no Bloco do Pré-Carnaval”.

Contratação de Bombeiro Civil

BC Fotos Sexta Maior-03

Anderson destacou que os organizadores de evento do município já se preocupam em contratar um bombeiro profissional civil para seu evento, no entanto, precisa fazer muita coisa ainda para o cumprimento da lei que foi aprovada na câmara de vereadores, a lei que determina que donos de eventos devem ter Bombeiros Civis. “As empresas de médio e grande porte ter no quadro de funcionários o bombeiro profissional civil, um brigadista. Então, estamos lutando para que o cumprimento dessa lei comece a valer aqui no município de Bom Jesus da Lapa para podemos atuar de forma correta. Estamos lutando junto com os vereadores, junto com o prefeito para se cumprir essa lei”.

Incêndio em Bom Jesus da Lapa

“Em relação a esses incêndios que vem acontecendo em Bom Jesus da Lapa em lojas e residências, nós Bombeiros Profissionais Civil não temos suporte para atender esses sinistros. Precisamos urgentemente da criação de uma brigada de combate a incêndio municipal, com carro de combate, EPI’s e ferramentas, para podermos atuar nessas situações.  Estamos na luta em busca do apoio do poder publico ou da inciativa privada para aquisição dessa brigada de incêndio, pedimos o apoio da população e proprietários de comércios para unir forças e cobrar das autoridades competentes a implantação dessa base de bombeiro civil para atender as demandas do município.

Comentários nas redes sociais depois do últimos incêndio em Bom Jesus da Lapa

“Nós bombeiros civis não temos suporte para atender essas situações. Falta carro de combate a incêndio, EPI’s, etc. Temos o pessoal treinado e capacitado profissionalmente para atender essas situações, porem não podemos colocar nossas vidas e nem a de terceiros em risco”, e lembrou as principais orientações  para prevenção de incêndios: “realize manutenções periódicas nas instalações elétricas; instale os extintores de incêndio, sempre em locais de fácil acesso; mantenha o ambiente sempre limpo e organizado; tenha trabalhadores treinados para prevenção e combate a incêndio; fique atento os locais certos e permitidos para fumar; evite sobrecarregar as tomadas para que não haja curto-circuito; deixe produtos inflamáveis em locais onde não haja fonte de calor; mantenha sempre os ambientes ventilados; instalações de dispositivos contra incêndios;  e sinalização de rotas de fugas e saídas de emergências”.

O bombeiro civil trabalha principalmente dentro de empresas e ambientes privados. O objetivo de sua contratação é sempre garantir a segurança e o bem estar das pessoas, visto que este profissional possui formação para prestar primeiros socorros e contornar inúmeras situações em que é preciso algum tipo de resgate ou salvamento.
O bombeiro civil tem uma vasta gama profissional para trabalhar. A contratação dele é bastante comum em lugares como shoppings, hospitais, faculdades, indústrias e condomínios, dentre outros. Esses profissionais também são constantemente contratados para prestar suporte em eventos grandes, como shows e partidas de futebol.