Uneb aprova criação do Campus Intercultural dos povos indígenas, comunidades tradicionais e camponesas

0
GrupoSCosta-350x250px

 

Em decisão unânime e histórica, UNEB aprova criação do Campus Intercultural dos povos indígenas, comunidades tradicionais e camponesas

A primeira reunião do ano do Conselho Universitário (Consu) da Uneb, realizada na última sexta-feira (23), aprovou, por unanimidade, a criação do Campus Intercultural do Centro de Pesquisas em Etnicidades, Movimentos Sociais e Educação (Opará) – Departamento dos Povos Indígenas, Comunidades Tradicionais e Camponesas, no município de Jeremoabo.

Visivelmente emocionada, a presidenta do conselho e reitora da universidade Adriana Marmori destacou: “Estamos honrando uma dívida histórica com os povos originários. Essa é uma vitória, uma grande conquista do povo baiano”.

BahiaFArmShow-350x250px

Na ocasião, os diretores eleitos e reeleitos para o biênio 2024 – 2026 tomaram posse como novos conselheiros do Conselho Universitário da Uneb.

Também em deliberação unânime da plenária, foi aprovada a criação do curso de Pós-Graduação lato sensu Especialização em Estudos Literários e Linguística Aplicada ao Ensino, no Campus XXII, em Euclides da Cunha.

Os conselheiros ainda aprovaram propostas de criação do Programa de Apoio aos Núcleos de Acessibilidade e Inclusão (Pronai), e de reajuste nos valores do Programa de Bolsas de Monitoria de Apoio a Acessibilidade e Inclusão (Prosain) da universidade.

Na oportunidade, foi autorizada e atualização da resolução que regulamenta o Programa de Bolsas de Iniciação de Extensão (Proeix), e os novos critérios para concessão de títulos honoríficos no âmbito da universidade.

Ao término da sessão, a vice-reitora Dayse Lago parabenizou os conselheiros pela “aprovação de pautas históricas e de importância para a comunidade universitária”.