Diretor do SAAE de Bom Jesus da Lapa fala das ações promovidas pela Autarquia, e destaca a importância da participação da população

0
LojaoCosta-350x250px

gerson

O Diretor do Serviço Autônomo de Água e Esgoto(SAAE) de Bom Jesus da Lapa, Gerson Nunes, esteve na Rádio Bom Jesus AM nessa quarta-feira (27), e concedeu uma entrevista ao programa de Ailton Alegria. Na oportunidade, ele falou dos investimentos e ações da autarquia para melhorar as condições e custos do abastecimento para a população, em especial, sobre os hidrômetros e faturas. “Desde que nós tivemos a oportunidade de assumir em janeiro do ano passado a direção do SAAE, nós passamos a fazer investimentos nessa área de medição, no intuito de prestar um melhor serviço à população de Bom Jesus da Lapa. Nossa primeira medida foi fazer o faturamento imediato, buscando dar, assim, uma melhor transparência nas coletas as leituras e nos talões entregues aos consumidores”, afirmou.

LojaoCosta-350x250px

Ele disse que as mudanças têm melhorado as condições de entendimentos, dentro da realidade do consumidor. “Dando inclusive a população um maior prazo, para que elas possam estar fazendo o seu planejamento e pagando as suas contas em dia. Para se ter uma ideia, antes do faturamento imediato, a gente tinha em média 15 dias para que fosse feito o pagamento após a entrega da fatura. E hoje a gente tem quase 45 dias de antecedência. O servidor agora emite a conta na hora, ele não tem mais aquele trabalho de coletar leitura, voltar para o escritório, para depois ser processado e retornar no mínimo com 15 dias para poder fazer a entrega desses talões. Isso nós fizemos buscando melhorar a prestação de serviço”, frisou.

O diretor lembrou que várias ações já foram feitas, e outras estão sendo construídas.  “Nós estamos passando por um momento de aperfeiçoamento. Uma outra medida que nós fizemos depois dessa, do faturamento imediato, foi a padronização dos nossos medidores. Uma boa parte dos nossos medidores infelizmente ainda se encontra em calçadas, expondo as pessoas, dificultando o trabalho de coleta de leitura”, pontuou.

Ele destacou que qualquer ligação nova agora, só é efetuada com o padrão colocado na parede. “Aqueles casos onde não existe muro, parede feita em alguma edificação, a gente tem aquele cavalete de cimento fabricado pelo próprio SAAE, que a gente repassa ao consumidor e vai cobrando de maneira parcelada.  No centro da cidade nós estamos mudando, muitos medidores já foram tirados das calçadas, e a nossa meta é retirar todos esses medidores”, falou.

Gerson destacou ainda, que a população precisa colaborar com o SAAE, estando atenta  ao hidrômetro, observando qualquer tipo de mudança ou vazamento, e se responsabilizando pelo medidor, já que ele está sob os cuidados do dono do imóvel. “A população precisa ter atenção quanto a questão dos medidores, é bom que a população entenda que cada medidor desse que está instalado em seu imóvel, está sob o cuidado do consumidor. A gente precisa da parceria da população no cuidado, desses medidores. Se tiver algum vazamento, é só ligar para o SAAE e informar”, e afirmou que a Autarquia tem vários canais de comunicação disponíveis para os usuários, e que qualquer coisa deve ser comunicada.