Lapa: Car realiza capacitação para locação e construção de barragens subterrâneas na Bacia do São Francisco

0
LojaoCosta-350x250px

car

Superar os efeitos da seca prolongada na região da Bacia do São Francisco. Com esse propósito, o Governo da Bahia, por intermédio da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), no âmbito dos programas Água para Todos, está promovendo, no município de Bom Jesus da Lapa, uma capacitação para locação e construção de barragens subterrâneas. A oficina é uma atividade realizada com investimento oriundos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), por meio de convênio firmado entre a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) e a CAR, para construção de 3.540,00 (três mil e quinhentos e quarenta mil) barragens subterrâneas utilizando a distribuição de 82 retroescavadeiras em 82 municípios da região da bacia, com uma média de 25 barragens subterrâneas por município.

A capacitação em Bom Jesus da Lapa começou nesta segunda-feira(27), no auditório da Codevasf, módulo teórico, com capacitação da  tecnologia de construção de barragens subterrâneas. Todos os municípios participantes da capacitação já receberam as retroescavadeiras, que deverão ser empregadas na construção das barragens subterrâneas, fornecendo água para a produção de agricultura familiar.

LojaoCosta-350x250px

A demonstração sobre o uso da retroescavadeira, aula prática, começa nesta terça-feira(28), na zona rural de Bom Jesus da Lapa,  e vai até o dia 1º de dezembro.

“Só serão beneficiada aqueles municípios que fazem parte da área de atuação da Codevasf, então, nem todos os municípios serão beneficiados. É um convênio que tem algumas restrições, quanto a área de locação dessas barragens”, disse Abimael Passos, Coordenador de Projetos da CAR.

“A barragem em si, ela é de grande importância, porque ela é uma tecnologia social de baixo custo, onde visa acumular água no subsolo, diferente de outras barragens que acumula água ao ar livre. Então, essa tecnologia proporciona o agricultor a produzir em época seca. Uma barragem bem manejada o agricultor pode produzir de seis a oito meses após a época de estiagem, com uma importância muito grande para que o agricultor possa produzir o seu alimento e também vender o seu excedente para os mercados locais”, falou.

Frisa ainda que a barragem subterrânea é uma tecnologia, que sendo bem implementada, potencializa e garante a produção das plantas e criação de animais, mesmo com a realidade de seca na região. “Esse tipo de barragem armazena água no solo na quantidade certa para que as plantas e os animais não sofram com a irregularidade das chuvas no semiárido”.