Deputado destina R$ 2 milhões em emendas para beneficiar empreendimento imobiliário de cunhada em Guanambi, diz site

0
LojaoCosta-350x250px

Através de recursos empenhados por emenda parlamentar do deputado federal Arthur Maia (DEM-BA), no valor de quase R$ 2 milhões, a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e Parnaíba (Codevasf) abriu licitação para contratar empresa responsável pelas obras de duplicação do trecho da BR-030, localizado na saída de Guanambi para Caetité.

De acordo o site BNews, a  obra irá beneficiar diretamente, já na sua primeira fase, um grande empreendimento imobiliário, que tem como sócia administradora, a cunhada do deputado, a empresária Anna Valeska Souza Lima Boa Sorte Maia, esposa de Roberto Maia, ex-prefeito de Bom Jesus da Lapa, que também atua no setor imobiliário.

E destaca que o  edital de licitação, a “obra irá aproveitar o trecho já existente de asfalto da BR-030, com o alargamento das margens a ser realizado em Concreto Betuminoso Usinado a Quente (CBUQ). Serão construídas novas pistas laterais nos dois sentidos, ambas com acostamentos com 2,5 metros de largura”.

“Conforme é possível observar na foto abaixo, o projeto elaborado pela Codevasf vai contemplar o trecho entre o viaduto da Ferrovia Oeste Leste (Fiol) e o limite do perímetro urbano, localizado logo após o Assaí Atacadista, próximo ao empreendimento da cunhada do parlamentar”.

Fortefarma-350x250px

Segundo a reportagem “o  projeto de duplicação tem um total de 2.971 metros de extensão, mas segundo o edital de licitação, na primeira fase, o recurso disponível só será suficiente para executar 850 metros da duplicação, justamente na área que beneficia o Loteamento Nova Guanambi, que contém no seu projeto 600 lotes em área nobre da cidade, com tamanho total de 28 hectares”.

De acordo com a Secretaria de Infraestrutura de Guanambi o projeto para o empreendimento já foi protocolado, com taxas recolhidas e aguarda documentação de comprovação de parte do terreno para o prosseguimento e devida autorização para as obras.

Ainda de acordo o BNes, a reportagem tentou contato com o parlamentar, mas as ligações não foram atendidas e as mensagens não foram respondidas.