Matense preso pelos ataques de 8 de janeiro morre na Papuda após ter mal súbito

0
GrupoSCosta-350x250px

 

Preso em Brasília pelas invasões golpistas do 8 de janeiro, Cleriston Pereira da Cunha morreu, na manhã desta segunda-feira (20), na Papuda, presídio de segurança máxima que fica no Distrito Federal.

BahiaFArmShow-350x250px

Segundo informou a administração da unidade prisional à CNN Brasil, Cleriston Pereira da Cunha teve um “mal súbito” durante o banho de sol. Ele tinha 46 anos e deixa companheira e duas filhas. Era residente do Distrito Federal.

A juíza Leila Cury, responsável pela Vara de Execuções Penais do Distrito Federal, informou a morte ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes.

Natural do Distrito do Ramalho, em Feira da Mata, no oeste da Bahia, Clezão é de uma família de político. Ele é filho do ex-vice-prefeito Edson Cunha e irmão Cristiano Pereira da Cunha (PSD).

Clezão residia em Brasília a 20 anos, conforme informação da família. Ele será sepultado no Distrito do ramalho, mas não há informação do dia ainda.