Em ação com Ibama, PF destrói máquinas usadas em garimpo ilegal no Pará

0
GrupoSCosta-350x250px

 

Via Bahia.ba

Foto: Ascom / PF

Em uma ação conjunta com o Instituto Brasileiro do Meio Ambientes e dos Recursos Naturais Renovaveis (Ibama), a Polícia Federal (PF) destruiu, neste sábado (4) máquinas usadas em garimpo ilegal em área da União, no Pará.

BahiaFArmShow-350x250px

Segundo a PF, os responsáveis pelos equipamentos fugiram antes da chegada dos agentes e ninguém foi preso durante a operação.

A medida tem como objetivo reprimir a extração ilegal de ouro na região chamada de “Garimpo Itatá” às margens das terras indígenas Ituna-itatá e Arará Volta Grande do Xingu, na fronteira entre os municípios de Altamira e Senador José Porfírio, sudoeste do Pará.

Durante ação, por não ser possível a retirada em segurança dos equipamentos, uma escavadeira hidráulica e um motor estacionário foram inutilizados, evitando que sejam reutilizados na prática ilegal do garimpo.

Imagens obtidas entre novembro de 2022 e janeiro de 2023 apontaram pontos que sugerem atividade garimpeira ilegal e com base nestas informações, agentes da PF e do Ibama se deslocaram ao locam em dois helicópteros para observar a área e identificar eventual extração ilegal de ouro.

A operação é resultado de um inquérito que continua em andamento, para identificar os responsáveis pelo crime ambiental. Os envolvidos podem responder criminalmente por conta de garimpo ilegal, e por executarem pesquisa, lavra ou extração de recursos minerais sem a competente autorização, permissão, concessão ou licença. Além disso, podem também ser responsabilizados por crime contra o patrimônio da União, na modalidade de usurpação.