Lula anuncia 16 novos ministros do seu futuro governo

0
GrupoSCosta-350x250px

 

s novos nomes foram anunciados em entrevista coletiva em Brasília Foto: Ricardo Stuckert/Divulgação

O presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) anunciou na manhã desta quinta-feira (22), em entrevista coletiva, 16 novos nomes de ministros do seu futuro governo, que iniciará em 1º de janeiro.

Entre os anunciados, está o vice-presidente eleito Geraldo Alckmin (PSB), que comandará o Ministério da Indústria e Comércio – pasta que será recriada por Lula. O petista havia dito, inicialmente, que Alckmin não seria ministro. Nesta quinta, porém, ele explicou que convidou o empresário Josué Gomes para a pasta, mas, como o convite foi recusado, decidiu chamar Alckmin, que aceitou.

BahiaFArmShow-350x250px

A divulgação dos nomes aconteceu no Centro Cultural Banco do Brasil, em Brasília, onde atua a equipe de transição. São eles:

Alexandre Padilha (Relações Institucionais)

Márcio Macedo (Secretaria-Geral)

Jorge Messias (Advocacia-Geral da União)

Nísia Trindade (Saúde)

Camilo Santana (Educação)

Esther Dweck (Gestão)

Márcio França (Portos e Aeroportos)

Luciana Santos (Ciência e Tecnologia)

Cida Gonçalves (Mulheres)

Wellington Dias (Desenvolvimento Social)

Margareth Menezes (Cultura)

Luiz Marinho (Trabalho)

Anielle Franco (Igualdade Racial)

Silvio Almeida (Direitos Humanos)

Geraldo Alckmin (Indústria e Comércio)

Vinícius Carvalho (Controladoria-Geral da União)

Antes do pronunciamento de Lula, a equipe de transição, coordenada por Alckmin, apresentou o relatório final com a conclusão dos trabalhos. Até então, Lula já havia anunciado seis ministros do futuro governo:

Fernando Haddad (Fazenda)

Flávio Dino (Justiça)

José Múcio Monteiro (Defesa)

Margareth Menezes (Cultura)

Mauro Vieira (Relações Exteriores)

Rui Costa (Casa Civil)