Entrevista: Diretor do SAAE assegura que fornecimento de água já está normalizado em Bom Jesus da Lapa e fala dos trabalhos feitos pela Autarquia

0
LojaoCosta-350x250px
Diretor do SAAE, Gerson Nunes

O Diretor do SAAE de Bom Jesus da Lapa, Gerson Nunes, esteve na Rádio Bom Jesus nesta sexta-feira (20) para esclarecer à população como está o abastecimento de água, e o que está acontecendo na cidade. A entrevista foi durante o jornal da Hora, apresentado pelo jornalista Fernando Abreu e pelo Padre Vilmar Correia.

Gerson utilizou o espaço da entrevista para esclarecer algumas informações distorcidas que foram compartilhadas pelas redes sociais, WhatsApp, Facebook e Instagram, esclarecendo de inicio que a equipe do SAAE tem trabalhado com dedicação buscando atender a população de Bom Jesus da Lapa. Ressaltando que quem tem acompanhado as ações do SAAE, os trabalhos realizados nos últimos anos, pôde perceber os resultados positivos que foram alcançados em razão dos investimentos feitos nestes últimos anos.

LojaoCosta-350x250px

Gerson lembrou que no passado eram constantes as quebras de redes de água na cidade principalmente no Centro, causando consequentemente o desligamento do sistema. “Isso inclusive deixava não somente alguns bairros com certa deficiência de abastecimento, e sim a cidade inteira, a população sabe disso.

Nunes destacou que foram tomadas muitas medidas operacionais na busca desta melhoria, visando esta melhor eficiência. Diversos investimentos foram feitos como: implantação de adutoras, melhoramento do sistema de bombeamento, implantação de bancos capacitores de energia, manutenções preventivas, substituição de peças em motores bombas da ETA, implantação de bombas para o re-bombeamento da água através da nova adutora, novo Buster (pressurizador) instalado, que são ações que vem contribuindo para melhorar a distribuição de água.

SAAE fez a maior adutora em extensão e diâmetro que já foi implantada em Bom Jesus da Lapa

O Diretor do SAAE disse que a equipe esteve todo o tempo monitorando o abastecimento, até mesmo sábado passado (14) em plena Romaria. “Nós estávamos no bairro xangri-lá eu fiz até um video e coloquei na internet, estávamos ali dando continuidade a implantação da adutora. A maior adutora em extensão e diâmetro que já foi implantada em Bom Jesus da Lapa e que está beneficia também o bairro xangri-lá. Ele esclareceu que essa adutora está formando um anel de distribuição, ligando vários bairros e loteamentos novos. “Após esses trabalhos vimos o resultado”, disse Gerson.

O bairro xangri-lá, Lagoa Grande, Fazenda Campos, Alto São João e no passado Vale Verde (Predinhos), Bom Jesus, Primavera 1 e 2, Vila Nova, “antes todos estes estavam sofrendo nesse período de maneira semelhante, nós fizemos o primeiro trecho da adutora naquela área do São Miguel adentrando também, aquela área do novo loteamento, Top Park e também o Renascer, ali tinha queixas constante, hoje a área é bem abastecida, depois fizemos o segundo trecho onde nós levamos essa adutora de água até o final do bairro Parque Verde. Fizemos também outra rede adutora até a Fazenda Campos”.

O diretor informou que o SAAE está trabalhando e ainda construirá mais dois trechos para fechar Anel de Distribuição, que tem como objetivo atender a demanda da futura Estação, que será construída no Bairro Lagoa Grande.

Investimentos mesmo com limitações financeiras

Gerson falou que todas as ações que o SAAE vem desenvolvendo são para melhorar o abastecimento de água em Bom Jesus da Lapa. “Dentro das nossas limitações e condições financeiras, e também preparando a cidade para futuramente com a construção da nova estação nós termos volume de água suficiente, a estação será em local melhor situado, e assim a vamos atender a população de maneira inteiramente satisfatória”.

Carro Pipa na área Urbana

O Diretor do SAAE trouxe a informação de que “ em anos anteriores a situação estava se tornando tão grave que nós tivemos que fornecer água em algumas casas através de caminhão pipa. Mas esse ano graças a Deus não houve essa necessidade. Isso porque com toda limitação que o sistema possa ter a água chega na casa das pessoas”. “Perceba as queixas: a água por vezes não chegava na caixa ‘lá em cima’, mas chegava [fraca] na casa das pessoas”, disse.

O SAAE tem se modernizado para melhorar o fornecimento

São mudanças e medidas para reduzir perdas de água, melhorando a capacidade de tratamento, investindo em equipamentos para o laboratório para os operadores fazer cálculos e parametrizar o que é necessário de produtos químicos com rapidez, agilizando o trabalho de tratamento de água.

“Foi implantado um sistema de telemetria que nos dá hoje a condição de visualizarmos quanto é que nós temos de água no nosso reservatório principal. Hoje através de computadores e celular tenho essas informações, a partir dessa percepção a gente teve melhores condições de monitorar e ter a capacidade de controlar mais facilmente a pressão na rede que não ganhou ainda o volume suficiente, assim controlando não rompe as redes aqui no Centro”.

“As ações estão dando o resultado…quando nós colocamos para operar a nova bomba, três horas depois a água já estava com força na torneira das casas nas áreas que tava tendo deficiência no Xangri-lá e pôde subir nas caixas. Não tivemos problema na Romaria como no passado.

Crescimento da cidade

Gerson Nunes falou do crescimento da cidade e dos problemas enfrentados e destacou a atuação do prefeito Eures Ribeiro. “A cidade cresceu bastante, bairros novos vieram a surgir e o prefeito tem trabalhado muito. a gente percebe a dedicação no bairro Parque Verde, na Lagoa Grande, no Maravilha, no Vila Nova, tem pessoas trabalhando constantemente promovendo ações de melhoria, inclusive nas ruas”, disse Gerson.

Fake News, Mensagens falsas pelas rede sociais

Graças a Deus o trabalho tá sendo feito e as ações estão dando resultados. No dia a dia a gente tem visto a população inclusive reconhecendo isso agradecendo pelas intervenções .
E me surpreendi quando vejo o sensacionalismo nas redes sociais, as fake news.

Ele ainda lamentou a postura de autoridades que criticaram o trabalho do SAAE, que classificou como falta de informação. “O SAAE tem seus custos operacionais, tem os seus custos com funcionários tem custo energia, tem custos com produtos químicos e tem situações que infelizmente você não tem capacidade econômico-financeira para poder chegar e atender a demanda, por ser muito grande, porém aquilo que o SAAE tem capacidade de fazer, nós estamos fazendo bem graças a Deus, estamos fazendo isso com muito compromisso com o recurso público porque todos sabem que nós não arrecadamos aqui milhões e milhões de reais e temos despesas. Estamos combatendo a clandestinidade no uso indevido da a água na cidade por parte de pessoas que se aproveitaram da falta de fiscalização, abasteciam inclusive seus comércios ou mesmo suas instalações residenciais e isso geravam prejuízos porque era água que se perdia e não era contabilizada”.

Gerson ainda respondeu diversas perguntas sobre demandas dos moradoes e se colocou à disposição da população de Bom Jesus da Lapa.