Manifestantes fecham dois sentidos da BA-160 em Bom Jesus da Lapa para cobrar do Estado a recuperação total da via 

0
LojaoCosta-350x250px

 

Foto: Divulgadas nas redes sociais

Moradores da região de Bom Jesus da Lapa   bloqueiam os dois sentidos da BA-160,  que dão acesso as cidades de Ibotirama e Malhada, na manhã desta quarta-feira (5), desde as 4h30. O protesto acontece no Trevo da BR-430, que liga a cidade de Riacho de Santana.

Foto: Divulgadas nas redes sociais
LojaoCosta-350x250px

Os manifestantes cobram a recuperação da BA-160, entre Bom Jesus da Lapa e Malhada. Com faixas,  cartazes e cruzes, os moradores criticam o estado da rodovia, que já causou a morte de vários quilombolas. Eles pedem providências ao Estado nos cerca de 65,5 km da rodovia,  sentido  Território do  Rio das Rãs.

Foto: Divulgadas nas redes sociais

O  governo iniciou as  obras de recuperação na última semana, do trecho entre Ibotirama e Bom Jesus da Lapa, deixando de fora a parte que liga a cidade de Malhada, e que dar  acesso a mais de 19 localidade quilombolas e assentamentos.

Foto: Divulgadas nas redes sociais

A  recuperação dessa rodovia estadual é um sonho, ou mais que isso, uma necessidade de sobrevivência para moradores de comunidades quilombolas e assentamentos que moram à margem dessa via. Eles afirmam já estarem cansados de promessas não cumpridas pelo Governo do Estado.

Foto: Divulgadas nas redes sociais

A indignação do povo além de ser pelo descaso e situação desumana da BA 160 é também pelas diversas promessas realizadas pelo governador Rui Costa sem cumprimento. “Cada dia a situação fica pior e são famílias que estão sendo privadas de deslocamento e outros direitos básicos. Inúmeras mortes causadas por acidentes”, lamenta.

A referida estada já foi considerada por diversas vezes como a pior do Brasil, no trecho entre  Bom Jesus da Lapa e Malhada. A cada dia mais crítica, com cerca de 150 km de extensão, o asfaltamento, ou pelo menos o que restou dele, está em precárias condições de trafegabilidade, que mesmo com cascalhamento de alguns trechos  não deixou de causar transtornos, colocando em risco a vida de centenas de famílias que diariamente trafegam pelo local, especialmente os quilombolas que usam a estrada como a principal via de acesso a seus territórios.

Curta a página do  Site Notícias da Lapa e mantenha-se atualizado diariamenteclique e participe.