Corpo de Bombeiros envia reforços de Salvador para combater incêndio que atinge área de cerrado em Barreiras

0
LojaoCosta-350x250px

 

Via G1/Bahia

Corpo de Bombeiros envia reforços de Salvador para combater incêndio na Serra da Bandeira, em Barreiras — Foto: Reprodução/TV Bahia

O Corpo de Bombeiros enviou, nesta segunda-feira (13), 25 militares de Salvador para atuarem no combate ao incêndio na Serra da Bandeira, em Barreiras, oeste baiano. Por lá, o fogo começou na madrugada do dia 8 e atinge parte da área de vegetação nativa e de cerrado.

A suspeita é de que o incêndio tenha começado por ação humana, mas não necessariamente criminosa. Por causa dos ventos e da vegetação seca, as chamas se alastraram e chegaram a se aproximar do aeroporto de Barreiras.

Desde o início do período de vegetação mais seca, em agosto, os bombeiros alertam para que as pessoas evitem lançar bitucas de cigarro da janela de veículos e não usem o fogo para limpar lotes.

Fortefarma-350x250px

O coronel Adson Marchesini, comandante-geral do Corpo de Bombeiros, explicou como é feita a operação de envio de reforços para Barreiras.

“Está indo um grupo de avião, que nós conseguimos ontem com o governador a liberação do avião para esse tipo de transporte, para chegarmos mais rápido. Nós já temos uma operação em andamento no interior, e estamos mandando reforço aqui de Salvador, tendo em vista o grande número de focos de incêndio que estão acontecendo nesse momento. São 25 bombeiros especializados, que estão saindo de Salvador, fora os bombeiros que já estão trabalhando nos locais”.

“A situação está bem mais crítica este ano. Nós temos um grande número de focos de incêndios no interior, mas estamos presentes”.

O coronel Marchesini também falou sobre o envio de militares para reforçar o combate ao fogo na região do Parque Nacional da Serra da Capivara, na região sul do estado do Piauí, que faz divisa com a Bahia. “Estamos trabalhando para evitar que os incêndios que estão acontecendo lá venham para o território baiano, e também para ajudar nossos irmãos”.