Operação cumpre mandados de busca e apreensão em Carinhanha

0
LojaoCosta-350x250px

Informações do Portal Folha do Vale

Agentes da 22ª Coorpin na Delegacia de Carinhanha. Foto: Paulo Henrique.

Uma operação realizada pela Polícia Civil de Carinhanha cumpriu dois mandados de busca e apreensão na manhã desta quarta-feira (23), em Carinhanha no Oeste da Bahia.

LojaoCosta-350x250px

Além dos mandados de busca e apreensão,  os agentes tentaram cumprir duas  prisões preventivas. “Amicus” significa “amigos” em latin e faz referência ao vínculo entre os dois homens alvos da operação.

De acordo com o titular de Carinhanha, Paulo Henrique de Oliveira, os alvos não foram encontrados, no entanto, o advogado dos procurados já foi comunicado do mandado de prisão, momento em que foi oportunizado o prazo de um dia para, querendo, apresentá-los espontaneamente na delegacia.

 Em não aparecendo, seus nomes e fotos serão divulgados à sociedade de forma ampla, da mesma forma como acontece com todos foragidos da Justiça que possuem mandado de prisão em aberto.

O inquérito foi instaurado no dia 8 de setembro, ocasião em que a proprietária de um bar informou que no dia 5 de setembro, um dos investigados, que é guarda municipal, foi em seu bar na companhia do segundo investigado, efetuou três disparos de arma de fogo no seu bar, ameaçou clientes e ainda exigiu que a dona lhes servisse cerveja, o que acabou ocorrendo contra a sua vontade.

Os disparos danificaram o telhado do estabelecimento, ocorrendo ainda o crime de dano qualificado. As testemunhas ainda afirmaram que eles proferiram palavras de ordem no local, tais como “NÓS SOMOS AUTORIDADE DE CARINHANHA. NÓS ESTAMOS NO COMANDO”.

Foram ouvidas 10 pessoas (testemunhas e vítimas) no inquérito e tiradas fotos do local dos crimes, ocasião em que a Autoridade Judiciária da Comarca de Carinhanha decidiu pela prisão preventiva e busca e apreensão nos endereços dos dois procurados.