LojaoCosta-350x250px

b02f9fd0-7a33-4cc9-b5d4-7b9669524a62Se destacando como uma das  principais instituições particulares  de ensino em  Bom Jesus da Lapa, a Escola Promove foi o foco do “Programa Cartas para o Futuro”, da Rádio Bom Jesus AM, na manhã deste sábado(8), apresentado por Sócrates Rocha, Kiko Lisboa e Demétrios Rocha.

c1dfc7eb-ceca-4265-a1af-fb600787089bNo programa, os apresentadores entrevistaram Izabela Magalhães, Diretora da Escola Promove, que falou um pouco dos 30 anos de história de atuação da  instituição  na educação do município.

Início da Escola Promove

“A PROMOVE ERA ALEGRIA EM TODO MOMENTO. EM TODO MOMENTO ALEGRIA, PORQUE ERA UMA REALIZAÇÃO”.

70ce22bc-fc77-4cbf-9cff-c92387286107De acordo Izabela, o instituição surgiu de um sonho,  a partir da necessidade de construir um novo espaço de ensino em Bom Jesus da Lapa. “Eu fui morar em São Paulo, e lá eu vi algumas possibilidades que poderiam contribuir para a Educação de Bom Jesus da Lapa. E passei um ano fazendo um curso de um projeto que eu tinha, voltado para abrir uma escola em nosso município, construindo o que se tornou a Promove”.

“Quando eu cheguei em Bom Jesus da Lapa em 1989, eu tive que me apresentar, apesar de já ser conhecida na educação da cidade, por já ter  trabalhado na Direc, que hoje é o NTE 2. Mais eu precisava de um parceiro, ver como seria isso. Montaria uma escola particular, e  inicialmente com as séries iniciais, só que aí já existia a Casinha Feliz,  uma boa escola. E a Casinha Feliz, com o seu método, que já está aí há mais tempo que a gente, e tinha o seu jeito”, lembrou a Diretora.

Izabela destacou, que a partir de um encontro de amigas, com a Química Luiza Tameirão Arreguy, que estava sem trabalhar na área na época, ela deu a ideia de abrir a Escola, e a partir da proposta começaram a oferecer um cursinho, através de uma banca de reforço, que direcionou a formatação  do projeto da fundação da Escola Promove. “Nos apresentamos enquanto profissionais nessa banca, e agradamos. E passamos a ser procuradas, e assim decidimos ser mais uma Escola em Bom Jesus da Lapa, porque tinha campo pra isso. E assim começou a Promove”, relembrou.

Ela destacou, que a Escola só conseguiu implantar a 8º série depois de 2 anos, com muita luta. E após  três anos,  foi em busca de novos cursos e especializações, atuando em outras áreas. Já a  professora Luiza Patelão,  ficou construindo a história da Promove, “com muita competência”.

“A GENTE QUER UMA EDUCAÇÃO DE QUALIDADE PARA OS NOSSOS FILHOS. PARA OS FILHOS DE BOM JESUS DA LAPA”.

Maior desafio da Escola Promove

“O momento mais difícil enfrentado pela Escola Promove foi na época do Plano Collo. A gente estava começando, e com o dinheiro, a inflação era muito grande. Precisávamos pagar as nossas obrigações, e aí sequestraram o nosso dinheiro. Foi um dificuldade que nós atravessamos. Essa foi a principal, e era o início. Só que tivemos tantas alegrias, e essa situação nos fortaleceu mais. Porque é na dificuldade que a gente aprende, e cresce”, afirmou Izabela.

“QUANDO VOCÊ FOI ALUNO DA PROMOVE, NINGUÉM ESQUECE DE VOCÊ”.

1286e75c-d7da-4d0c-83f3-ac872c988fbfSegundo Kiko, que também é professor da Escola Promove, a instituição tem algo diferente. Ele destaca, que foi professor em várias escolas conceituadas de Salvador, e depois de um ano morando em Bom Jesus da Lapa, foi convidado para trabalhar na Promove, e ele observou uma coisa que fugia do comum. Os professores acompanham a história dos ex-alunos, comemoram e partilham quando o estudante consegue conquistar alguma coisa boa. “Tem pessoas que passaram pela escola em outra época, que já tem filhos, e já tem mais de trinta anos, que eu vejo a alegria dos professores quando essas pessoas conseguem alguma realização, mesmo depois de ter passado pela escola há muito tempo. Olha o pai de fulano e tal estudou na Promove. Olha o filho de alguém que estudou aqui conseguiu tal coisa. Então, sempre que tem alguém, pai ou filho que passou pela Promove em destaque, os professores comemoram com muita alegria, eu convivo com isso diariamente”, disse.

“Existe um grande prazer em dar aula na Promove, e todos os professores também, no sucesso dos alunos. A gente fica feliz quando um aluno chega em um patamar que a gente gostaria que ele chegasse”.

Gratidão aos alunos e pais 

“Eu estou no sexto ano de retorno a Escola Promove. E eu também sou testemunha do que acontece na nossa escola, que faz ela ser diferente, por ser personagem das transformações. A gente se sente grata a esses alunos, a esses pais. A final de contas se não fosse a confiança dos pais a gente não teria a oportunidade de fazer esse trabalho. Porque o profissional se envolve, e assim, com amor. Eu digo muito pra eles lá, na verdade eles podem ter certeza, pode não ser mais, mais o amor que os nossos alunos recebem, de uma forma geral, é igual com o que eles tem em casa”, falou Izabela.

Ela frisou, que em função dos bons profissionais que a instituição possui  e o compromisso dos pais em acompanhar o processo aprendizagem  dos filhos, os ex-alunos da escola foram aprovados nas principais universidades públicas do país no início de 2019.

Importância dos pais no processo de aprendizagem dos estudantes

“A gente tem 35 pessoas, professores, cidadãos, que os estimulam a aprender. Então, o professora ele é um mediador. Ele não está ali para ensinar, e essa consciência maior precisa ser do educando, que o professor  está ali para mediar. E a família precisa ser parte de tudo isso”, disse Izabela.

LojaoCosta-350x250px

Ela frisou, que a equipe pedagógica da Promove tem promovido diversos projetos, buscando auxiliar tanto o ensino aprendizado, como também a ajudar o estudantes a se sentirem mais fortes,  capazes de superar os desafios foram da escola. “A exemplo do projeto desenvolvido pela nossa psicologa para   auxiliar os nosso alunos no último ano  do Ensino Médio  na escolha da carreira profissional”, disse. 

“A GENTE COMO PROFESSORA, APRENDE MAIS DO QUE ENSINA”.

“O menino começa lá no Infantil II, que é o seu primeiro contato com a escola. E nós entendemos que toda criança tem as suas fases. E o professor precisa se adequar a essas fases, pra que o aluno seja capaz de se entender e se encontrar, sem nenhum tipo pressão”.

Comemoração dos 30 anos da Escola Promove

“30 anos de Bom Jesus da Lapa com educação de qualidade”.

Por fim, a entrevista é encerrada sinalizando para um grande evento que irá acontecer em agosto deste ano, a festa em comemoração aos 30 anos da escola, com a temática “Preto e Branco – entre gregos e troianos”, a mesma será aberta a participação da comunidade, com ingressos limitados.

Segundo a Direção da escola, quem comprar o ingresso já terá tudo incluído(bebida e alimentação), e assistirão aos  show de Carlos Vilela, Paulo Araújo, Sócrates Rocha, entre outras atrações.