Polícia Técnica iniciará coleta de DNA dos familiares de pessoas desaparecidas

0
LojaoCosta-350x250px
Foto: Alberto Maraux/SSP

O Departamento de Polícia Técnica (DPT) iniciará na próxima segunda-feira, 14, às 10h, a coleta de DNA dos parentes de pessoas desaparecidas para inclusão no Banco de Perfis Genéticos.

A ação ocorrerá no auditório da sede da unidade, na Avenida Centenário, em Salvador, e integra um projeto nacional para comparar o material genético com as amostras de corpos não identificados ou ossadas.

Uma das representantes do DPT no Comitê Gestor do Projeto, a perita criminal Tânia Gesteira explica que, se um corpo for encontrado na Bahia e seus parentes realizarem as coletas no Rio de Janeiro, por exemplo, o Banco vai apontar a confirmação do parentesco. “A grande vantagem do Banco de Perfis é justamente localizar as famílias dos corpos que nós não temos nenhum indício de identificação”, afirmou.

LojaoCosta-350x250px

As primeiras famílias cujo material genético será coletado na Bahia são aquelas já cadastradas na Coordenação de Antropologia Forense.

“Entendemos a importância de participar deste projeto que visa devolver às famílias um pouco de paz e propiciar à justiça a materialidade da prova pericial”, declarou o diretor da Polícia Técnica, Edson Reis.

As famílias com cadastro na Coordenação de Antropologia Forense devem entrar em contato com o número (71) 3116-8622 para agendamento das coletas.

QUER COMENTAR?

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui