Secretaria de Saúde de Bom Jesus da Lapa desmente “FAKE NEWS” sobre dois casos confirmados de coronavírus na UPA 

0
LojaoCosta-350x250px

A Secretaria de Saúde de Bom Jesus da Lapa emitiu, no início da tarde desta quinta-feira (14), um comunicado para desmentir a existência  de casos confirmados  de coronavírus (Covid-19) no município.

A iniciativa foi tomada depois que   começou a circular nas redes sociais um áudio, afirmando que existia dois casos confirmados de coronavírus na  Unidade de Pronto Atendimento (UPA 24h, que eram  moradores da cidade, e estavam sendo mantidos m sigilo.  Diante dos fatos, a Prefeitura recomenda que, ao receber mensagens, áudios, fotos e vídeos em redes sociais ou aplicativos de conversas, é preciso avaliar a fonte da informação e confirmar a veracidade dos dados antes de encaminhá-los.

LojaoCosta-350x250px

De acordo  a  Diretoria de Vigilância em Saúde, Lais Sento Sé,   notícia falsa (fake news), não ajuda o município, e  único objetivo é levar pânico a pessoas. “A gente fica triste porque esse tipo de conduta prejudica o trabalho sério que nossa equipe vem desenvolvendo. Quero reafirmar que Bom Jesus da Lapa não tem nenhum caso notificado de Covid-19 e esperamos que continue assim. No entanto, se porventura vier a acontecer à secretaria municipal de Saúde será a primeira a se manifestar”, afirma.

Segundo o último  Boletim Epidemilógico divulgado hoje, Bom Jesus da Lapa continua nenhum caso confirmado para o novo coronavírus.

Contravenção Penal

Apesar de parecer uma “brincadeira despretensiosa”, a propagação de notícias falsas é crime previsto no Art. 41 da Lei de Contravenções Penais.

Caso seja identificado, o autor pode ser responsabilizado judicialmente com pena que varia entre pagamento de multa e detenção de até seis meses.

Ainda na tarde de hoje, prefeito  de Bom Jesus da Lapa, Eures Ribeiro(PSD) decidiu tomar novas  medidas preventivas contra o covid-19,  Após a morte  de um um  vendedor ambulante (mascate)  por  coronavírus em Santa Maria da Vitória: decretando a proibição da entrada vendedor  ambulantes(mascate) no município.