Após cheia, autoridades voltam a visitar as áreas próximas ao rio São Francisco no município de Bom Jesus da Lapa que tiveram risco de inundação

0
LojaoCosta-350x250px

Na última semana, a Defesa Civil Municipal, militares da Agência Fluvial da Marinha de Bom Jesus da Lapa e da 38ª CIPM, voltaram a visitar  diversas áreas próximas ao São Francisco  para monitorar a situação, e verificar se o rio estava causando necessidade de restirada das pessoas ou de animais  das ilhas.

LojaoCosta-350x250px

Durante a operação, com o apoio de um drone da Polícia Militar, foi monitorado a situação da Ilha da Canabrava, pela segunda vez, e as Ilhas do Banco do Jogo e do Carrapato.

Segundo as autoridades, o nível do Rio São Francisco está sendo monitorado desde o início da cheia, e em nenhum momento foi registrado  inundações ou  prejuízos às famílias ribeirinhas na região de Bom Jesus da Lapa. E com o nível do rio baixando, as visitas foram só para avaliar a situação,  ouvir os moradores e fazer algumas orientações, caso o nível do Velho Chico volte a subir.

O nível do Rio São Francisco, em Bom Jesus da Lapa, começou a subir no final de janeiro de 2020, e estabilizando em 7,33 metros acima do normal no  dia 5 de fevereiro, devido às  chuvas que caíram na  região do Norte de Minas Gerais, deixando as autoridades da região  em alerta. Já nos dias seguintes o rio começou a baixar na região, mas mantendo uma conta acima do normal para o período. Estabilizando em 5,82 metros acima do normal nos últimos três dias.

A região alcançou índices pluviométricos entre regulares e acima das médias históricas entre janeiro e fevereiro deste ano.

A  expectativa é de chuvas regulares e pouco acima da média histórica para março nas regiões da bacia do São Francisco, de acordo com o meteorologista do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), Mamedes Melo. A partir do mês de abril deve cair dentro da média nestas regiões.

Curta a nossa página no Facebook e recebe conteúdos exclusivos. Nos mande uma mensagem pelo WhatsApp: (77) 99834-7559.