Uso de água sem autorização causa conflito entre moradores de Lagoa Dantas e empresa  responsável pela recuperação da BA-160

0
LojaoCosta-350x250px

Os primeiros dias de recuperação da BA-160, no trecho próximo a localidade de Lagoa Dantas, zona rural do município de Paratinga, criou um impasse entre a empresa responsável pela obra e os moradores da região. A Polícia Militar foi acionada e a situação foi parar na delegacia da cidade,  segundo o Delegado Marcos Aurélio Porto, que  atende no município.

LojaoCosta-350x250px

Em entrevista a rádio Bom Jesus FM, nesta terça-feira(4), Dr. Marcos, que é delegado titular de Bom Jesus da Lapa, esclareceu   “que o pessoal da comunidade Lagoa Dantas, com razão, impediu que o pessoal da empresa retirasse água de uma pequena barragem que os habitantes da localidade utilizam para criatórios de peixes e uso animal”, disse.

O delegado afirmou, que entende que em função do trecho que vai ser recuperado ser um pouco longo, o volume para a demanda também vai ser grande, o que pode gerar um prejuízo para os moradores da localidade.  “Então, uma barragem que a captação de água é proveniente da chuva, e nós não estamos num período chuvoso, a retirada dessa água, certamente levaria prejuízo pra comunidade”, disse.

“O pessoal cercou o local da barragem. Houve um pequeno conflito, e foi necessário a Polícia Militar ir até o local, e dois integrantes daquela comunidade foram conduzidos até a delegacia, mas apenas que fossem apresentados, e que pudéssemos dirimir o conflito. E que dessa forma, eu como delegado de Paratinga, entendi, que a comunidade tem sim uma certa razão, até porque a empresa não tem nenhuma autorização para retirar água da barragem daquela localidade”, e continuou: “e nós temos que convir, que retirar água, que nesse período não vai haver essa reposição, eu acredito que a comunidade ficaria sim com esse prejuízo”, ponderou.

Porto finalizou esclarecendo,  que não houve confusão, apenas um impasse em relação a empresa, já que o ideal seria a mesma procurar um outro local, destacando  que o  trecho bem próximo da recuperação da via tem uma parte que é imageada pelo rio são francisco. E que a empresa tem que buscar resolver o problema sem trazer prejuízo para a localidade.