Patrimônio de Bom Jesus da Lapa: Filarmônica Euterpe Lapense completa 102 anos de história

0
LojaoCosta-350x250px
Missa solene de Nossa Senhora Imaculada Conceição. Comemorando 105 anos de devoção e 102 anos da Filarmônica Euterpe Lapense. Fotos: Uelder Negrão / Acervo Santuário da Lapa

O Artigo 216 da Constituição Federal define patrimônio cultural como sendo os bens “de natureza material e imaterial, tomados individualmente ou em conjunto, portadores de referência à identidade, à ação, à memória dos diferentes grupos formadores da sociedade brasileira.”

Como bem cultural da cidade de Bom Jesus da Lapa, a Filarmônica Euterpe Lapense segue guardando e transmitindo a memória musical viva da cidade. Completando   102 anos de história nesta terça-feira, 8 de dezembro.

Para comemorar, como já é  tradição da cidade, a entidade participou Missa solene de Nossa Senhora Imaculada Conceição no início da manhã, festa religiosa que completa  105 anos de devoção na Capital Baiana da Fé, onde foi homenageada.

Ainda como  parte das comemorações, a Filarmônica Euterpe Lapense recebeu da prefeitura a nova Sede da Casa Casa de Música que recebeu o nome do cantor e Compositor, Zeca Bahia.

A Filarmônica Euterpe Lapense surgiu em Bom Jesus da Lapa  no ano de  1918, passando a representar ao longo dos anos um dos seus  maiores bens  culturais do município. Que  nasceu num terreno  fértil de  coros  sacros  e  formações  musicais,  sob as  bençãos do  Bom  Jesus,  apadrinhada por pessoas da  sociedade, amantes da boa música, homens  de  bem  que se  revezaram  ao longo  de  um  século,  como  pilares. Nos  diversos contextos em que  esteve inserida, viu o país  passar  pela república, pela  ditadura  e   a  seguir rumo  a  democracia,  atravessando  a  história.

BEM_AQUI-350x250px

Com  102 anos de história, a Filarmônica Euterpe Lapense  é um símbolo  de  resistência,  sobrevivendo na  região  ribeirinha do  Velho  Chico,  a  dilapidação  do  Patrimônio histórico  cultural. E dividindo  espaço  com a diversidade cultural  existente, foi  construindo  um  patrimônio expressivo, revelado nos  instrumentos, partituras e  composições. Das  missas,  novenas, procissões,  folias de  reis, Festas  do Divino à  eventos culturais, mantendo as suas raízes, tem  sido presença  constante nas manifestações tradicionais da  Capital Baiana da Fé.

Clique AQUI e curta nossa página  no Facebook, e fique atualizado diariamente.

Fortefarma-350x250px