Sindae se une aos servidores do SAAE de Bom Jesus da Lapa em defesa da Autarquia

0
LojaoCosta-350x250px

 

Servidores do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE), responsável pela distribuição de água em Bom Jesus da Lapa, lotaram a Câmara de Câmara de Vereadores, pedindo apoio e mobilizando a todos, para defenderem a Autarquia e cobrar mais investimentos através de recursos públicos para a mesma.

LojaoCosta-350x250px

Na última Sexta-feira (29) foi o SINDAE – Sindicato dos Trabalhadores em Água, Esgoto e Meio Ambiente da Bahia, que manifestou seu apoio aos trabalhadores e em defesa da instituição. O Sindicato reuniu os servidores da Autarquia para discutir um plano de ação e propostas para mostrar para a população as vantagens que tem o município, quando o mesmo possui a administração dos serviços de saneamento.

O Suplemente da Diretoria e Executiva do SINDAE, José Lopes e a Diretora executiva da região Centro Oeste, Alessandra Almeida, falaram dos prejuízos causados a população em outros municípios que permitiram a terceirização, e os serviços além de terem ficado mais caros, não melhorou na qualidade. E que em várias cidades do Estado, o Sindicato dos Trabalhadores em Água, Esgotos e Meio Ambiente tem mobilizado a população e realizado protestos para defender o acesso à água.

No uso da fala Alessandra Almeida, parabenizou os servidores do SAAE de Bom Jesus da Lapa por estarem em mobilização, indo até a Câmara de Vereadores em defesa da Autarquia. E destacou que se todos os trabalhadores dos SAAE’s, onde a gestão privatizou a instituição, tivessem iniciativa; as autarquias não teriam sido privatizadas. “Vocês estão sendo exemplo para região. Parabéns, Se todos os servidores dos SAAE’s fizessem o que vocês fizeram, políticos de cada município iriam passar a valorizar as politicas de saneamento”.

Ela afirmou que o atual momento no país é muito crítico, já que o Estado busca acabar com os direitos dos trabalhadores. “É estado mínimo para o trabalhador, mas é estado máximo para os banqueiros, é o máximo para o agronegócio. Então o que nos resta é nos unir”, disse.

E lembrou que o SINDAE tem passado por uma luta constante, já que no último dia 27 de novembro, o Plenário da Câmara dos Deputados aprovou, por 269 votos a 113, o regime de urgência para o novo marco regulatório do saneamento básico (PL 3261/19), que poderá ser incluído na pauta de votações desta semana.

Segundo as representações do Sindicato, a proposta do governo de mudar o Marco Legal do Saneamento que foi construída ouvindo toda sociedade, com a justificativa de melhorar e universalizar o sistema de saneamento, é uma farsa.  De acordo Alessandra, o PL 3261/19 levará a elevação das tarifas, precarização dos serviços visando apenas o lucro e deixando de lado a finalidade social que é trazer saneamento para todos, inclusive para os mais necessitados, sem trazer a universalização dos serviços de fato.

“A gente sabe que a conta vai aumentar se privatizar.  Não teve lugar nenhum no mundo que a privatização deu certo. A gente tem vários exemplos nos estados que passaram por privatização. Porque o privatista só quer lucro. Pegam a parte do filé e deixa a parte do contra-pescoço para os municípios e Estado”, criticou Alessandra.

Os representantes do SINDAE lamentaram, que “muitos servidores dos SAAE’s e da Embasa estão vivendo no ‘mundo da lua’, sem acompanhar o que está acontecendo é preciso se unir. Eles estão prometendo mundos e fundo. Que vão investir. É sempre assim: a empresa privada diz que vai investir. A empresa privada quando investe, o faz com dinheiro público. Dinheiro do BNDES, dinheiro da Caixa Econômica, dinheiro esse que deveria está a disposição dos municípios. […]Só que esse governo já deixou claro, que é zero de investimento no sanamento básico”.

José Lopes destacou, que os prefeitos na Bahia que estão privatizando os SAAE’s com o discurso que é para melhorar o sistema de saneamento básico, na prática, estão querendo apenas ter lucro, e a sociedade que se “lixe”. “Por isso a gente tem que colocar carro de som, na sede e no interior do município, abrindo o olho da sociedade para a realidade.

Já os servidores do SAAE que fizeram o uso da fala, sinalizaram  a necessidade do fortalecimento da categoria, que precisa continuar prestando um bom serviço, mostrando para a população a importância do trabalho  que é prestado no  município. E frisaram a necessidade de cobrar mais   da Câmara de Vereadores maior envolvimento, já que os mesmo  se manifestaram em defesa do SAAE, porém é preciso que os parlamentares assumam o compromisso de cobrar e buscar novos investimentos para Autarquia.

De acordo o servidor Edigar, é preciso cobrar tanto do Gestor do SAAE, como do prefeito, que é o principal responsável pela falta de investimentos da Autarquia. Lembrando que os últimos gestores que passaram pela prefeitura deixaram um legado na empresa, e o atual não fez nada até o momento.

Lauretino que é represente de base do Sindae, destacou que os servidores do SAAE tem prestado um bom serviço a população, e convocou os colegas a continuarem unidos. “ As palavras negativas usadas nos últimos dias não nos desanimará, sabemos do nosso potencial”.

José Cardoso destacou que o SAAE presta um bom serviço no município, e o prefeito sabe da importância disso, e da necessidade de novos investimentos; “desqualificar a Autarquia, como se não fosse parte da gestão, não resultaria em melhoras”.

O servidor João Salustiano, lembrou da importância do envolvimento de todos os colegas na causa, com um planejamento de ações, que esclareça a população sobre a situação. E cobrou também, maior presença do SINDAE no município nesse momento de debate.

QUER COMENTAR?

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui