Setor de serviços fecha 2019 com crescimento de 1%, primeira alta em 5 anos

0
LojaoCosta-350x250px

O setor de serviços fechou o ano de 2019 com crescimento de 1%, patamar que representa a primeira alta em cinco anos, segundo a PMS (Pesquisa Mensal de Serviço), divulgada nesta quinta-feira (13) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

LojaoCosta-350x250px

O resultado interrompeu uma sequência de quatro anos sem resultados positivos: 2015 (-3,6%), 2016 (-5,0%), 2017 (-2,8%) e 2018 (0%). O crescimento de 2019 foi puxado principalmente pelo setor de informação e comunicação, que acumulou alta de 3,3%.

Houve taxas positivas em quatro das cinco atividades pesquisadas. Além do setor de informação e comunicação, houve crescimento em outros serviços (5,8%), serviços prestados às famílias (2,6%) e serviços profissionais, administrativos e complementares (0,7%).

A única atividade que registrou queda no ano foi a de transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio (-2,5%), influenciado pelo menor volume de receitas de transportes rodoviário e ferroviário de cargas, de operação de aeroportos e de transporte rodoviário coletivo e aéreo (de passageiros).

Dezembro de 2019

O volume de serviços registrou queda em dezembro de 2019 em comparação ao mês de novembro do mesmo ano. Isto é justificado pelas taxas negativas nos setores de transportes e correio (-1,5%), pressionado principalmente pelo setor de transporte terrestre (-3,7%), serviços profissionais, administrativos e complementares (-1,3%) e de serviços prestados às famílias (-1,3%).

Em contrapartida, os serviços de informação e comunicação cresceram no período (0,4%).

Houve queda no volume de serviços em 16 das 27 unidades da federação pesquisadas. As principais queda foram registradas em Minas Gerais (-2,1%), Distrito Federal (-2,7%), Mato Grosso (-5,6%), Paraná (-1,3%) e Bahia (-2,3%). Já os principais resultados positivos vieram de São Paulo (0,4%) e Rio de Janeiro (0,7%).

QUER COMENTAR?

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui