Barreiras registra a morte do segundo médico por covid-19 em menos de um mês

0
LojaoCosta-350x250px

Barreiras passa a ter, agora, 26 mortes por coronavírus.

Barreiras passa a ter, agora, 26 mortes por coronavírus./Foto: Reprodução

Morreu no Hospital Brasil, na Capital Federal,  na tarde deste domingo(2),  o médico Brancildes do Espirito Santo Junior, de 63 anos. Ele estava internado  há 15  dias,  foi operado de uma úlcera, devido a COVID-19 o problema se agravou.  Foi  intubado, e quando teve que fazer hemodiálise, teve uma parada cardíaca vindo ao óbito.

LojaoCosta-350x250px

Dr. Brancildes  morava em Barreiras, e foi uma das maiores referências médicas da região Oeste nos últimos 20 anos, ajudando   a  fundar  o Unisangue, primeiro centro de hemodiálise do Oeste, além de dezenas de serviços prestados em várias cidades da região. Ele também foi vereador e vice-prefeito no município de Riachão das Neves.


Ele  era casado com a médica e vereadora Dra. Graça Mello e pai dos também médicos Rodrigo, Tiago e Jéssica Mello.  Ele estava internado no Hospital Brassília, na capital Federal há 15  dias, quando foi operado de uma úlcera, devido a COVID-19 o problema se agravou e ele foi intubado, quando teve que fazer hemodiálise.

Ontem (1º) a família Mello divulgou uma nota nas redes sociais demonstrando otimismo, mas hoje (2) ele teve uma parada cardíaca vindo a falecer.

Com a morte Dr. Brancildes, Barreiras registra o segundo óbito de médico na cidade em decorrência da Covid-19 em menso de um mês. O médico pneumologista Giltamar da Silva Gomes, de 78 anos, do Hospital do Oeste(HO),  morreu  no último dia 23 de julho no Hospital do Oeste. Ele estava internado no próprio HO.