Serra Dourada: Polícia descobre fábrica clandestina com extração de madeira em extinção

0
LojaoCosta-350x250px

 

Foto: Divulgação SSP

Quarenta metros cúbicos das madeiras pau d’arco, angico e aroeira foram encontradas na manhã da segunda-feira, 10, numa serraria, na zona rural de Serra Dourada, no Oeste da Bahia. Tais madeiras são espécies ameaçadas de extinção. Ninguém foi preso.

Segundo informações da Secretaria de Segurança Pública do Estado da Bahia (SSP-BA), a madeira estava em uma fábrica clandestina localizada na Fazenda Arará. Uma análise técnica do Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema) constatou que o material era fruto de desmatamento.

De acordo com a comandante da Companhia Independente de Polícia de Proteção Ambiental (Cippa) de Lençóis, major Sheila Karina Silva Dias, os materiais apreendidos demoram para se desenvolverem na natureza, uma das razões para serem protegidos por lei.

Segundo a oficial, o proprietário já está sendo procurado e, posteriormente, será notificado. Já os materiais foram levados para uma unidade do Inema. Ninguém foi preso.

Fortefarma-350x250px

QUER COMENTAR?

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui