Fluxo de água na nascente do Rio São Francisco aumenta após chuvas em Minas Gerais

0
LojaoCosta-350x250px

O volume de água da nascente do Rio São Francisco, que fica dentro do Parque Nacional da Serra da Canastra, em São Roque de Minas, tem apresentado um aumento. Segundo a coordenação do local, o fluxo chamou atenção e o motivo é a chuva na região desde o inicio desta ano 2020.

A consequência disso foi registrada pela Agência Nacional de Águas (ANA) em Abaeté, onde o rio apresentou um índice recorde no nível da água neste período, se comparado a anos anteriores. O monitoramento é feito na estação Porto das Andorinhas. A situação é contrária à mostrada em 2014, quando funcionários do parque registraram uma seca na nascente devido à estiagem na região.

LojaoCosta-350x250px

Segundo o chefe do parque, Fernando Augusto Tambelini, a cheia provocou episódios que chamaram a atenção. “Nesses primeiros dias do ano, tivemos registros em que a água da nascente subiu até atingir a estrada e passou por cima de uma das pontes, um volume muito significativo” disse.

Conforme dados registrados pela estação em Abaeté, na região, o Rio São Francisco está com um volume de 3,56 metros- são 16 centímetros acima da média para o período, que é de 3,40m.

A nascente é a principal de toda a extensão do rio, que tem 2.700 km. O São Francisco é o maior rio totalmente brasileiro, e sua bacia hidrográfica abrange 504 municípios de sete unidades da federação – Bahia, Minas Gerais, Pernambuco, Alagoas, Sergipe, Goiás e Distrito Federal. Ele nasce na Serra da Canastra, em Minas, e desemboca no Oceano Atlântico na divisa entre Alagoas e Sergipe.

ATENÇÃO: Contudo, a cheia também demanda mais atenção dos banhistas. O chefe do parque nacional alerta aos frequentadores que, nesta época no ano, estejam atentos à previsão do tempo e consultem moradores locais antes de se banharem em rios e cachoeiras. Informações da Ana, Blog Geraldo José e G1.

QUER COMENTAR?

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui