Policial militar mata dois colegas a tiros de fuzil  no interior de São Paulo

0
GrupoSCosta-350x250px
Reprodução / Redes sociais

Um sargento da Polícia Militar matou a tiros dois colegas de trabalho em Salto, no interior de São Paulo, na manhã desta segunda-feira (15/5).

De acordo com a PM, o crime ocorreu na 3ª Companhia da Polícia Militar do 50º Batalhão de Polícia Militar do Interior, por volta das 9h. O sargento foi identificado como Gouvea. As vítimas, sargento Roberto da Silva e o capitão Josias Justi, foram socorridas em estado grave, mas não resistiram.

Segundo testemunhas, o atirador teria usado um fuzil. A PM não forneceu mais detalhes sobre o episódio, nem divulgou os nomes dos envolvidos.

O caso será analisado pela Corregedoria da Polícia Militar.

“É com extremo pesar que a Polícia Militar informa que, nesta segunda-feira (15), por volta das 9h, dois policiais militares foram atingidos por disparos de arma de fogo efetuados por um sargento da instituição por razões ainda a serem esclarecidas. O crime ocorreu nas dependências da 3ª Companhia do 50º Batalhão de Polícia Militar do Interior (50º BPM/I), situada na cidade de Salto. Infelizmente, as vítimas entraram em óbito. Todas as providências de Polícia Judiciária Militar estão em andamento neste momento, e a Corregedoria acompanha as apurações”, disse a PM em nota.

SEGUNDA TRAGÉDIA

No domingo (14), um episódio parecido aconteceu no interior do Ceará. Quatro policiais foram mortos a tiros por um colega dentro da Delegacia Regional de Camocim a cerca de 350 quilômetros da capital Fortaleza.