Não há registro de efeito adverso da vacina em grávidas na Bahia, afirma secretário de Saúde

0
LojaoCosta-350x250px
Foto: Fernando Vivas/ GOVBA

A suspensão da aplicação das vacinas contra a Covid-19 em mulheres grávidas e puérperas (que tiveram bebês recentemente) é uma medida cautelar e preventiva.

De acordo com o secretário estadual da saúde, Fábio Vilas-Boas, cerca de 4 mil mulheres nessas condições receberam as vacinas da Astrazeneca/Oxford na Bahia, mas não há registro de efeito adverso no estado.

Ele destaca que os todos os municípios são obrigados a informar qualquer evento adverso à Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab). “Felizmente, para esse público, temos outras alternativas como as vacinas da Pfizer e da CoronaVac”, ressaltou Vilas-Boas. (Informações do Bahia.ba)

LojaoCosta-350x250px