Brasil ultrapassa a marca de 6 milhões de pessoas contaminadas por coronavírus

0
LojaoCosta-350x250px
Número de pacientes recuperados passa de 5 milhões Foto: EBC

O número de casos de coronavírus no Brasil passa de 6 milhões. Nas últimas 24 horas, foram registrados 38.397 novos casos da doença, totalizando 6.020.164. Na quinta-feira (19), o sistema marcava 5.981.767 casos acumulados.

O total de mortes pela doença atingiu 168.613 desde o início da pandemia. Entre quinta e esta sexta-feira, as autoridades de saúde registraram mais 552 óbitos em função de infecções por coronavírus. Na quinta, a totalização estava em 168.061 mortes pela doença causada pelo novo coronavírus. Ainda há 2.176 óbitos em investigação.

LojaoCosta-350x250px

O balanço foi divulgado pelo Ministério da Saúde na noite desta sexta-feira (20). A atualização é feita a partir de informações levantadas pelas secretarias estaduais de saúde em relação a casos e mortes por covid-19.

Ainda conforme o balanço da pasta, há 429.449 pacientes em acompanhamento, e 5.422.102 já se recuperaram da doença.

Em geral, o número de casos é mais baixo aos domingos e segundas-feiras em função da dificuldade de alimentação de dados pelas secretarias estaduais de Saúde. Já às terças-feiras, os números podem subir mais em função do acúmulo de registros atualizado.

Covid nos Estados

Os estados com mais mortes pela covid-19 são São Paulo (41.179), Rio de Janeiro (21.938), Minas Gerais (9.688), Ceará (9.477) e Pernambuco (8.899).

As Unidades da Federação com menos óbitos pela doença são Acre (711), Roraima (720), Amapá (787), Tocantins (1.147) e Rondônia (1.515).

Laboratórios e farmácias

Laboratórios apontam que a busca por testes para covid-19 vem aumentando em todo o país. Segundo a Abramed (Associação Brasileira de Medicina Diagnóstica), que representa estes estabelecimentos, o número de exames para detectar o novo coronavírus realizados na primeira quinzena de novembro foi 30% maior do que nos últimos 15 dias de outubro.

O que preocupa é que o aumento de testagem vem acompanhado de um crescimento na taxa de positividade —ou seja, o percentual de exames que dão resultado positivo. A positividade subiu 25% no mesmo período, pelo levantamento da Abramed. As farmácias também notaram alta no número de testes rápidos positivos.

Os números da Abramed incluem laboratórios que atuam dentro de hospitais e unidades ambulatoriais que atendem clientes com convênio de saúde ou particulares —e representam cerca de 60% dos exames feitos na saúde suplementar em todo o país.

QUER COMENTAR?

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui